• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Na estreia de Adilson, América-MG faz mudanças para reagir no Brasileirão

Esportes

Na estreia de Adilson, América-MG faz mudanças para reagir no Brasileirão

A semana foi muito agitada no América Mineiro. Além da derrota por 1 a 0 para o Paraná, o clube contratou o técnico Adilson Batista, oficializou a saída do meia Serginho e ainda contratou o atacante Robinho e o zagueiro Paulão. Tudo isso em apenas três dias. Para completar todas as mudanças, para o jogo com o Internacional nesta quinta-feira, o lateral-direito Norberto foi diagnosticado com um estiramento no joelho direito e passou a ser desfalque.

"Chego disposto a trabalhar e mostrar meu potencial. Acredito daquilo que sei sobre o clube, no que vem sendo feito e no que os jogadores têm. É uma nova oportunidade e agradeço pelo convite, que já tinha recebido outras vezes e não foi possível. Quero encarar esse desafio com todo o entusiasmo e vontade, para ajudar. Espero que possamos conseguir nosso objetivo traçado", disse Adilson.

Logo no primeiro dia de trabalho o treinador teve que conviver com um pequeno protesto da torcida em frente ao CT Lanna Drumond. De forma pacífica, os torcedores conversaram com Marcus Salum, responsável pelo conselho do clube, e com o próprio Adilson, pedindo uma postura mais aguerrida do elenco em campo.

Sem problemas com documentação, o novo treinador está apto a estrear no banco do Independência, a partir das 20 horas. Mas saída de Ricardo Dubruscky, que comandou o time apenas dois jogos, foi considerada estranha por alguns conselheiros. Afinal ele era coordenador de futebol e assumiu a vaga deixada por Enderson Moreira quando este foi para Bahia antes da paralisação por causa da Copa do Mundo. Perdeu o clássico para o Cruzeiro, por 3 a 1, e para o Paraná, por 1 a 0, no último domingo.

No primeiro treino com o elenco, Adilson já deu sinais de que vai mexer com o time titular. Sem Serginho, negociado com o futebol japonês, deve apostar na entrada de Ruy no meio-campo, com Juninho, Wesley e Leandro Donizete. Na lateral esquerda, Carlinhos tomou a posição de Giovanni, que volta para o meio-campo. Na frente, Rafael Moura joga mais avançado, como único atacante de ofício.

Com as últimas duas derrotas, o América-MG entrou na zona de rebaixamento da competição, com apenas 14 pontos. Contando os jogos antes da parada para a Copa do Mundo, o clube soma cinco partidas sem vencer, com quatro derrotas e um empate.