• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

No Rio, Chapecoense tenta quebrar jejum de vitórias como visitante no Brasileiro

Esportes

No Rio, Chapecoense tenta quebrar jejum de vitórias como visitante no Brasileiro

Buscando terminar a 15.ª rodada do Campeonato Brasileiro fora da zona de rebaixamento, a Chapecoense tenta quebrar um longo jejum como visitante. Das sete partidas que fez longe de Chapecó nesta edição do torneio, o time comandado pelo técnico Gilson Kleina empatou três e perdeu em quatro oportunidades. Situação que vem causando um certo incômodo no ambiente do clube, que tem 16 pontos.

O treinador deu a receita de como voltar a vencer fora de casa e deixou claro que a partida contra o Botafogo, nesta quinta-feira, no Engenhão, é um duelo decisivo, já que a equipe carioca também está próxima da zona da degola.

"Temos que ser inteligentes. Sabemos que o Botafogo vem de dois resultados negativos e isso vai tornar nossa tarefa mais difícil. É um jogo de seis pontos e temos que estar concentrados do início ao fim. Fizemos uma boa partida contra o Santos e um segundo tempo de recuperação contra o Bahia. Para vencermos fora precisamos ter equilíbrio e inteligência" destacou Gilson Kleina.

O técnico tem dois problemas. Ele não poderá contar com o atacante Wellington Paulista, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e com o meia Luiz Antônio, vendido para o futebol da Arábia Saudita. Os atacantes Bruno Silva e Osman devem ser os substitutos.

"Fizemos uma atividade para posicionar bem a equipe e simularmos alguns posicionamentos do adversário. Será um jogo complicado com as duas equipes buscando a vitória. Uma vitória para gente é muito importante, pois não estamos confortáveis com essa posição e nossa torcida também não. Estamos trabalhando muito para que nossos objetivos sejam alcançados", finalizou o treinador.