• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Queniana bate recorde mundial dos 3 mil metros com obstáculos na Diamond League

Esportes

Queniana bate recorde mundial dos 3 mil metros com obstáculos na Diamond League

A queniana Beatrice Chepkoech sobrou nesta sexta-feira na disputa dos 3 mil metros com obstáculos na etapa de Mônaco da Diamond League. Além de vencer a disputa, ela quebrou o antigo recorde mundial em mais de oito segundos ao estabelecer a marca de 8min44s32.

Chepkoech, assim, deixou para trás o recorde anterior, que era de 8min52s78, definido por Ruth Jebet, do Bahrein, há dois anos em Paris. Ela também ganhou a prova com uma vantagem de mais de 16 segundos para a segunda colocada, a norte-americana Courtney Frerichs, que cravou 9min00s85.

O recorde de Chepkoech foi obtido apenas algumas horas após a Associação Internacional das Federações de Atletismo anunciar que Jebet, campeã olímpica, está entre os 109 atletas e treinadores que enfrentam ações disciplinares por acusações de doping - ela compõe uma lista de atletas provisoriamente suspensos após testar positivo para EPO em fevereiro.

OUTROS RESULTADOS - Finalista dos 800 metros no Mundial de Atletismo em 2017, Thiago André conseguiu um bom resultado nesta sexta-feira na etapa de Mônaco da Diamond League. O brasileiro participou da prova dos 1.000m e terminou a disputa na quarta colocação, com a marca de 2min18s67.

A prova acabou sendo dominada pelos quenianos, que conquistaram as duas primeiras posições. Solomon Lekuta assegurou a medalha de ouro com a marca de 2min17s42, seguido pelo compatriota George Managoi, com 2min18s07. E o pódio foi completado pelo francês Baptiste Mischler, bronze com a marca de 2min18s23.

Também nesta sexta, a campeã olímpica Shaunae Miller-Uibo, das Bahamas, estabeleceu uma nova melhor marca do ano nos 400m ao cravar 48s97. A bareinita que havia vencido as últimas quatro edições da prova na Diamond League, em Oslo, Estocolmo, Paris e Lausanne, terminou em segundo lugar, com 49s08, seguida pela norte-americana Shakima Wimbley.

Campeã mundial e olímpico nos 800m, a sul-africana Caster Semenya ampliou seu domínio na prova ao vencê-la em 1min54s60. O bicampeão olímpico e tri mundial Christian Taylor, dos Estados Unidos, ganhou o salto triplo em 17,86 metros. Já o velocista americano Noah Lyles triunfou na disputa dos 200m em 19s65.