• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Ricciardo lidera 1º treino na Alemanha, mas é punido e larga em último no domingo

Esportes

Ricciardo lidera 1º treino na Alemanha, mas é punido e larga em último no domingo

O australiano Daniel Ricciardo foi o mais rápido na primeira sessão de treinos livres do GP da Alemanha de Fórmula 1, nesta sexta-feira, no circuito de Hockenheim, mas acabou sendo punido por causa de nova troca de componentes do motor de sua Red Bull com a perda de 20 posições no grid e largará em último lugar na prova marcada para este domingo, às 10h10 (de Brasília).

O número de mudanças realizadas no propulsor de seu monoposto já excederam o limite permitido pelo regulamento e, com isso, Ricciardo terá de se conformar com o fato de que nada adiantará sequer cravar uma pole no treino de classificação para o grid, marcado para começar às 10 horas (de Brasília) deste sábado.

A punição foi confirmada antes mesmo de o piloto cravar o tempo de 1min13s525 para garantir o primeiro lugar neste trabalho inicial de pista na Alemanha. Ele superou por muito pouco o inglês Lewis Hamilton, que terminou em segundo ao percorrer a sua melhor volta em 1min13s529.

Essa foi a primeira vez que o britânico andou com o seu carro depois de ter acertado a renovação do seu contrato com a Mercedes por dois anos em um acordo que lhe renderá estimadas 40 milhões de libras (aproximadamente R$ 200 milhões) por temporada.

A terceira posição deste treino livre foi conquistada pelo holandês Max Verstappen, da Red Bull, com 1min13s714. Ele se colocou logo à frente do alemão Sebastian Vettel, atual líder do Mundial de F-1 e quarto colocado ao cronometrar 1min13s796 com a sua Ferrari.

O finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, obteve o quinto lugar, com 1min13s903, e o grupo dos seis primeiros foi fechado pelo seu compatriota Kimi Raikkonen, da Ferrari, com 1min14s267.

Logo atrás dos pilotos das três equipes que hoje dominam o cenário da Fórmula 1 ficou a dupla da Haas. O francês Romain Grosjean assegurou o sétimo lugar com o tempo de 1min14s691, enquanto o dinamarquês Kevin Magnussen foi o oitavo, com 1min14s853.

O monegasco Charles Leclerc, da Sauber, e o alemão Nico Hülkenberg, da Renault, foram respectivamente o nono e décimo colocados, mas ficaram um pouco distantes dos pilotos da Haas em desempenho ao andarem já na casa de 1min15s.

O mexicano Sergio Pérez, da Force India, garantiu o 11º lugar e ficou logo à frente do espanhol Fernando Alonso, da McLaren, enquanto o canadense Lance Stroll obteve uma razoável 13ª posição com um carro da Williams que ganhou uma nova asa dianteira para esta prova na Alemanha, onde a tradicional equipe inglesa espera dar início a uma reação para poder deixar o decepcionante último lugar do Mundial de Construtores. O segundo treino livre em Hockenheim começa às 10 horas (de Brasília) desta sexta.