• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

São Paulo é mais eficiente, ganha do Cruzeiro e segue na vice-liderança

Esportes

São Paulo é mais eficiente, ganha do Cruzeiro e segue na vice-liderança

Os mineiros pressionaram os paulistas. Mas a eficiência foi do Tricolor que marcou com Diego Souza e Éverton.

Foto: Arquivo

O São Paulo ganhou do Cruzeiro por 2 a 0 neste domingo (29), no Mineirão e segue na vice-liderança do Campeonato Brasileiro.

Os mineiros pressionaram os paulistas. Mas a eficiência foi do Tricolor que marcou com Diego Souza e Éverton.

O jogo

O técnico Mano Menezes seguiu com o rodízio entre os jogadores titulares para conseguir disputar com competitividade Brasileiro, Libertadores e Copa do Brasil.

Pelo lado são-paulino, o treinador Aguirre usou os melhores jogadores que tinha à disposição.

Blitz do Cruzeiro

Os mineiros começaram a partida fazendo muita pressão nos paulistas. Logo aos 4 minutos, Edílson tentou o cruzamento, Sidão tirou de soco e a bola sobrou para Arrascaeta, que chutou para fora.

Três minutos depois Egídio cruzou na área e Barcos quase chegou para desviar para dentro do gol. 

Mancuello cobrou uma falta perigosa e Sidão colocou para fora, aos 12 minutos.

Em mais um ataque do Cruzeiro, Barcos tentou o cruzamento, Sidão não pega e quase os mineiros fizeram. A zaga do São Paulo tirou para escanteio.

Diego Souza marcou

A pressão do Cruzeiro não foi transformada em gol. Mas na primeira chance efetiva do São Paulo, um zero saiu do placar.

Edílson cobrou falta e Sidão rebateu para área. A bola foi parar nos pés de Reinaldo, que fez uma virada de jogo espetacular para Rojas. O atacante tabelou com Everton e, quando a bola voltou, ele cruzou para Diego Souza na pequena área. Foi fácil para marcar o primeiro do são-paulino.

Com o gol, Diego Souza é o goleador do São Paulo na temporada ao lado de Nenê, ambos com dez gols.

O Cruzeiro manteve o domínio do jogo, mas não conseguiu ser eficiente e empatar a partida. No último minuto, Sidão defendeu uma bola de Arrascaeta.

Segundo tempo

Antes mesmo de um minuto a primeira chance do empate mineiro. Bracos recebeu na esquerda e chutou para área, Sidão defendeu.

Aos 8 minutos, Edílson cruzou para área são-paulina, Araruna cortou e a bola ficou para Arrascaeta. O uruguaio chutou e Sidão pegou.

Os mineiros mantiveram o esquema da primeira etapa e pressionaram muito. Com 20 minutos, David invadiu a área pela esquerda e cruzou. Bruno Alves tirou.

No minuto seguinte a melhor chance do Cruzeiro. Barcos recebeu de Raniel e tocou para Arrascaeta, que chutou. Passou muito perto do gol são-paulino.

Anderson Martins derrubou Arrascaeta na área e o juiz deu pênalti. Barcos cobrou e a bola parou na trave.

Revolta de Nenê

O meio-campo Nenê foi substituído por Bruno Peres. O jogador não gostou e ficou sentado no banco de reservas com cara de poucos amigos. Chegou a perguntar para o técnico Aguirre por que foi substituído. 

Eficiência do São Paulo

O São Paulo conseguiu se defender do ataque do Cruzeiro e mais uma vez mostrou eficiência.

Aos 32 minutos, Rojas escapou pela direita e tocou para Reinaldo. Ele invadiu a área e chutou. Fábio deu rebote. Reinaldo de novo ficou com a bola, mas passou para Éverton sozinho na pequena área. Foi o segundo gol são-paulino.

Próximos jogos

O São Paulo joga volta a campo só no próximo sábado contra o Vasco pelo Brasileirão.

Já o Cruzeiro pega o Santos, na quarta-feira, na Vila Belmiro. Vai ser o primeiro jogo das oitavas da Copa do Brasil.

Aos 41 minutos, Liziero fez uma linda jogada na esquerda e chutou. Ninguém do São Paulo tocou para o gol.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 0 X 0 SÃO PAULO

Local: Mineirão

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes

Gols: Diego Souza (26 do 1ºT), Éverton

Cartão Amarelo: Ariel Cabral/Cruzeiro, Edílson/Cruzeiro, Anderson Martins/São Paulo

Cruzeiro: Fabio; Edílson, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Arrascaeta e Mancuello (Raniel - 12 do 2ºT); Rafinha (David no intervalo) e Barcos

São Paulo: Sidão; Araruna (Shaylon - 25' do 2ºT), Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Liziero, Luan (Lukas Cal - 39 do 2ºT), Nenê (Bruno Peres - 19 do 2ºT) e João Rojas; Diego Souza e Everton