• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Novo vice de futebol do Flamengo sonha alto e nega ano perdido em apresentação

Esportes

Novo vice de futebol do Flamengo sonha alto e nega ano perdido em apresentação

Esta não será a 1ª vez que Biscotto trabalhará como vice-presidente de futebol do Flamengo, pois ele exerceu a função em 2005, ano em que o clube lutou contra o rebaixamento no Brasileirão

Novo vice-presidente de Futebol do Fla é apresentado na Gávea Foto: Estadão Conteúdo

Rio - O Flamengo tem novo vice-presidente de futebol. Nesta sexta-feira, Gerson Biscotto assumiu oficialmente o cargo ao ser apresentado na sede da Gávea, chegando com um discurso otimista. Ele vai dividir as atenções no cargo com a vice-presidência do remo até setembro, quando passará a se concentrar no futebol.

O cargo estava vago desde junho, com a saída de Alexandre Wrobel, atual vice-presidente de patrimônio do Flamengo. Biscotto atuará ao lado de Rodrigo Caetano, diretor executivo de futebol, e Flávio Godinho, vice de planejamento do Flamengo, como explicou o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello.

"Biscotto vem para auxiliar o Rodrigo Caetano, vem para somar e exercer função semelhante a que tinha o Wrobel. Além de ser uma figura querida por mais de dez anos no clube, já coordenou as equipes de base do Flamengo e nos ajudará bastante nisso. O comitê de futebol continua existindo e Biscotto será um elo de ligação entre todos. Não muda nada em nossa estrutura e em relação à prioridade que sempre demos para a gestão profissional. Vai trabalhar em parceria com Flávio Godinho, nosso VP de planejamento", disse Bandeira de Mello.

Esta não será a primeira vez que Biscotto trabalhará como vice-presidente de futebol do Flamengo, pois ele exerceu a função em 2005, ano em que o clube lutou contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O dirigente garantiu, porém, que o clube está em um patamar bem diferente neste momento, que lhe dá mais condições de realizar um trabalho melhor.

"Já fui da pasta em 2005 e era uma situação muito diferente da que o Flamengo tem hoje. Vamos trabalhar em conjunto, Caetano e Godinho, para em 2016 tomarmos um trabalho bem diferente de anos atrás e dar continuidade ao trabalho atual. O Flamengo hoje é outro. Conseguimos em 2005, durante o campeonato, fazer a estrutura do time que foi campeão em 2006, com a chegada do Léo Moura, por exemplo. Mas na época não tínhamos dinheiro. O clube não tinha CNDs, o dinheiro da Petrobras estava preso. Hoje, temos outro clube. Depois de dez anos, tenho mais maturidade e mais conhecimento do Flamengo", disse.

Em 2015, o Flamengo faz uma temporada decepcionante, tanto que caiu nas semifinais do Campeonato Carioca e nas oitavas de final da Copa do Brasil, além de ocupar apenas o 13º lugar no Brasileirão. Biscotto garantiu, porém, que o time ainda tem condições de brigar pelas primeiras posições no torneio nacional. Além disso, ele defendeu as ações tomadas pela diretoria antes mesmo da sua chegada.

"A administração atual tinha um caminho de arrumar a casa e não dá para fazer isso e contratar muito. Erros no futebol acontecem. Trazemos jogadores confiando em uma boa apresentação e nem sempre acontece. Acredito muito nesse elenco. Com a chegada do Oswaldo o treinador terá tempo para acertar as coisas. Sob seu comando, o elenco tem tudo para chegar e brigar lá em cima", afirmou.

A chegada de Biscotto é uma das mudanças realizadas recentemente na diretoria do Flamengo, que incluem a recente entrada de Antonio Tabet, conhecido pela criação do Kibe Loco, famoso canal de humor na internet, no cargo de vice-presidente de comunicação.