Primeiro brasileiro a estrear no Mundial, Solonei compara Pequim a Penápolis

Esportes

Primeiro brasileiro a estrear no Mundial, Solonei compara Pequim a Penápolis

Redação Folha Vitória

Pequim - No calendário oficial, o Mundial de Atletismo começa apenas no sábado, em Pequim, na China. Mas, por conta do fuso horário, ainda será sexta-feira no Brasil quando for dada a largada para a primeira prova da competição, a maratona masculina. O Brasil será representado por três atletas, com destaque para Solonei Rocha da Silva, que abriu mão de tentar o bicampeonato nos Jogos Pan-Americanos para correr contra os melhores do mundo em Pequim.

Sexto colocado na última edição do Mundial, em 2013, em Moscou (Rússia), Solonei quer mais do que uma boa classificação em Pequim: pretende melhorar seu índice olímpico e ficar mais tranquilo entre os três melhores brasileiros qualificados para correr a maratona no Rio-2016.

"Quero correr na casa de 2 horas e 10 minutos, assim acho que posso garantir um lugar no Rio-2016 e obter uma boa classificação aqui na China", comenta Solonei, que terá como adversários outros dois brasileiros: Gilberto Silvestre Lopes e Edmilson Santana.

O veterano de 33 anos, atleta da Orcampi de Campinas, sabe que a expectativa não é por uma prova rápida em Pequim, mas conta com um fator curioso para surpreender: "O calor forte e a umidade baixa deixarão a prova mais difícil para todo mundo, mas o clima de Penápolis, onde vivi por 27 anos, é muito parecido", conta, em referência à cidade no interior de São Paulo. A largada para a maratona masculina ser às 7h35 de sábado pelo horário local, 20h35 de Brasília.