Azarenka diz que ficará fora do US Open se não puder levar filho para Nova York

Esportes

Azarenka diz que ficará fora do US Open se não puder levar filho para Nova York

Redação Folha Vitória

Nova York - Ex-número 1 do mundo, a bielo-russa Victoria Azarenka revelou nesta quinta-feira que está em dúvida sobre a sua participação no US Open, que começará em 28 de agosto, porque não sabe se poderá levar seu filho para Nova York após se separar do pai da criança.

Em publicação no seu perfil no Twitter, Azarenka afirmou estar "confrontada com uma situação difícil que pode não permitir que volte ao trabalho imediatamente". "Nenhum pai deve ter que decidir entre seu filho ou sua carreira", acrescentou a dona de dois títulos do Aberto da Austrália.

A bielo-russa, de 28 anos, se tornou mãe pela primeira vez em dezembro de 2016, quando nasceu Leo, e retornou ao circuito em junho. Ela disse que pouco depois de Wimbledon, onde Azarenka perdeu para Simona Halep nas oitavas de final em 10 de julho, ela se separou do pai de seu filho.

"Como trabalhamos para resolver alguns dos processos legais, a forma como as coisas estão agora é que a única maneira para que eu possa jogar no US Open este ano é se eu deixar Leo na Califórnia, o que não estou disposta a fazer", escreveu Azarenka.

"Eu permaneço otimista que nos próximos dias o pai de Leo e eu possamos deixar qualquer diferença de lado e tomar medidas na direção certa para trabalhar de forma mais eficaz como uma equipe e acertar um acordo para todos nós três para viajar e para eu competir. Mas, mais importante, para garantir que Leo tenha uma presença consistente de ambos os pais", escreveu.

Azarenka foi vice-campeã do US Open em 2012 e 2013, sendo batida em ambas as finais pela norte-americana Serena Williams, no mesmo ano em que levou as taças em Melbourne. Wimbledon foi o seu primeiro Grand Slam em mais de um ano, sendo que nesse momento ela ocupa a 204ª colocação no ranking da WTA.

"Equilibrar a assistência à infância e uma carreira não é fácil para qualquer pai, mas é um desafio que estou disposta a enfrentar e abraçar. Eu quero apoiar homens e mulheres para mostrar que é certo ser uma mãe que trabalha, ou um pai. Ninguém deveria nunca ter que decidir entre uma criança e sua carreira, somos fortes o suficiente para ambos", acrescentou Azarenka.

Pontos moeda