• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Brasil exalta vitória com reservas e projeta dificuldades contra o Peru no vôlei

Esportes

Brasil exalta vitória com reservas e projeta dificuldades contra o Peru no vôlei

Cali, Colômbia - Sem qualquer problema, mesmo jogando com um time totalmente reserva, a seleção brasileira feminina de vôlei arrasou o Chile por 3 sets a 0, nesta quinta-feira, na terceira rodada do Sul-Americano, que está sendo realizado no ginásio Coliseo Evangelista Mora, em Cali, na Colômbia. Esta foi a terceira vitória na competição, na qual está na liderança.

Em quadra, as ponteiras Drussyla e Amanda, com 15 e 11 pontos, respectivamente, e a central Mara, com 13, foram as maiores pontuadoras entre as brasileiras. Destaque para o bloqueio do Brasil, com 12 pontos no fundamento contra apenas três do Chile.

Nesta sexta-feira, pela quarta rodada do hexagonal, o desafio que promete ser o mais difícil para o time comandado pelo técnico José Roberto Guimarães. Às 19 horas, o jogo será contra o Peru, treinado também por um brasileiro: Luizomar de Moura.

A ponteira Amanda comentou sobre a partida e falou do próximo adversário do Brasil no sul-americano. "Jogamos com seriedade e fizemos uma boa partida. O Zé Roberto conseguiu colocar toda a equipe para jogar e isso é importante para ganharmos ritmo de jogo. Agora temos que pensar no time peruano que tem um treinador brasileiro, o Luizomar de Moura, que conhece a nossa equipe. Elas têm um time de tradição e vamos nos preparar bem para termos uma boa atuação contra elas", explicou.

A jovem ponteira Drussyla, de 21 anos, destacou a seriedade das brasileiras na partida contra o Chile. "Nós respeitamos o Chile e mostramos isso na forma que jogamos. Conquistamos a nossa terceira vitória em um campeonato de pontos corridos e seguimos na busca pelo título e a vaga no Mundial. Temos mais duas partidas para conseguir o nosso objetivo", disse.

O Brasil é o maior vencedor na história do Sul-Americano com 19 títulos e venceu as últimas 11 edições da competição. Em Cali, todas as equipes se enfrentam e a seleção que conseguir o maior número de vitórias ficará com o título e a vaga no Mundial a ser disputado em 2018, no Japão.