Lesionado, Raonic se torna mais uma baixa para o US Open

Esportes

Lesionado, Raonic se torna mais uma baixa para o US Open

Redação Folha Vitória

Nova York - O US Open sofreu mais uma baixa nesta quinta-feira. O canadense Milos Raonic anunciou que ficará de fora do quarto e último Grand Slam da temporada em razão de uma lesão no punho esquerdo. O problema físico, que vem sendo recorrente, já havia tirado o atual 11º do ranking do Masters 1000 de Cincinnati, na semana passada, também nos Estados Unidos.

"Eu tentei de tudo para me recuperar deste lesão para competir no US Open. No entanto, não tenho qualquer opção e terei que desistir do torneio", lamentou Raonic, que não compete desde que foi eliminado logo na estreia no Masters de Montreal, diante de sua torcida, no dia 9 deste mês.

O tenista de 26 anos revelou que passou por um pequeno procedimento cirúrgico para tratar um dos ossos do punho recentemente. Sem dar maiores detalhes sobre a lesão, ele garantiu que pretende retornar ao circuito ainda neste ano.

Raonic fez questão de destacar que não cogitou entrar na chave mesmo estando machucado. O Torneio de Wimbledon, disputado em julho, foi marcado por polêmica envolvendo jogadores lesionados que entraram em quadra - e logo desistiram dos seus jogos - apenas para receber a premiação monetária dada a quem cai na estreia.

"Tenho muito respeito pelo US Open e pelos meus colegas tenistas. Por isso não vou pegar um lugar na chave quando sei que não vou conseguir jogar em minhas melhores condições", destacou o canadense.

A baixa de Raonic é mais uma entre os tenistas mais bem ranqueados do circuito. Antes dele, desistiram o sérvio Novak Djokovic, o suíço Stan Wawrinka, atual campeão, e o japonês Kei Nishikori. O trio, por sinal, desistiu da temporada e só voltará em 2018. A chave feminina não terá a local Serena Williams e a bielo-russa Victoria Azarenka. O US Open terá início na próxima segunda-feira, em Nova York.