Lesionados, Murray e Cilic desistem de disputar Masters de Montreal

Esportes

Lesionados, Murray e Cilic desistem de disputar Masters de Montreal

Redação Folha Vitória

Montreal - O Masters 1000 de Montreal sofreu mais duas baixas de peso nesta quinta-feira. A organização anunciou que o escocês Andy Murray, atual número 1 do mundo, e o croata Marin Cilic, sexto do ranking, ficarão de fora por conta de problemas físicos.

Murray ainda não voltou a jogar desde que foi eliminado nas quartas de final de Wimbledon, diante de sua torcida, em julho. Dores no quadril atrapalharam seu rendimento na grama de Londres e vem exigindo maior tempo de recuperação.

"Estou fazendo tudo o que posso para voltar o mais rápido possível aos jogos", afirmou Murray, que já foi campeão no Masters canadense por três vezes, tanto em Montreal quanto em Toronto. Será a segunda vez seguida que ele perderá a competição. Em sua última participação, em 2015, foi o campeão.

A baixa aumenta as dúvidas sobre as condições físicas de Murray. Irregular ao longo da temporada até agora, o líder do ranking ainda não conseguiu brilhar. A limitação física levantou a hipótese até de que ele poderia se afastar do circuito por meses, como fizeram Roger Federer e Rafael Nadal no ano passado.

Recentemente, o sérvio Novak Djokovic tomou esta decisão ao abandonar as competições até o fim do ano, sem prazo exato para o seu retorno. Ele sofre com uma lesão no cotovelo desde o ano passado.

Sem Murray, Federer e Nadal serão os principais cabeças de chave em Montreal. O espanhol será o cabeça um e o suíço, o número dois.

Além de Murray e Djokovic, Marin Cilic decidiu ficar de fora da competição disputada sobre quadra dura. Ele alegou lesão muscular, que já teria o incomodado na final de Wimbledon, para se afastar do torneio. Cilic foi o vice-campeão em Londres ao ser derrotado por Federer na final.