Obras iniciadas em 2014 vão finalizar o novo paddock de Interlagos para Fórmula 1

Esportes

Obras iniciadas em 2014 vão finalizar o novo paddock de Interlagos para Fórmula 1

Redação Folha Vitória

São Paulo - A Fórmula 1 vai encontrar mais mudanças em Interlagos em 2017 além das medidas de segurança na pista. O pacote de revitalização do autódromo, iniciado em 2014, entregará em outubro obras de atualização na parte elétrica, do ar-condicionado e a liberação do segundo andar dos prédios do paddock e dos boxes para a utilização de convidados.

Segundo o presidente da SPObras, Vitor Aly, cerca de um mês antes da corrida os trabalhos estarão concluídos. O investimento nesta etapa de obras é de cerca de R$ 14 milhões. "Ano que vem terminamos a requalificação do autódromo, com a cobertura do paddock e a elevação do teto dos boxes", disse Aly.

O Estado visitou o autódromo na última semana e acompanhou o andamento das obras. O novo espaço a ser entregue dentro de dois meses será destinado ao uso de convidados e VIPs, e não para as equipes, que utilizam apenas o piso inferior. Os dois prédios são interligados por passarelas. No ano passado, segundo a organização do GP, o local foi utilizado apenas parcialmente.

O pacote de reformas é uma contrapartida pela renovação de contrato com o GP até 2020. Toda a revitalização custará R$ 160 milhões, com recursos federais do Programação de Aceleração do Crescimento (PAC) do Turismo. Os trabalhos começaram em 2014, com retoques na pista, e desde o ano seguinte se concentraram no paddock.

A área por onde passam pilotos, jornalistas e funcionários das equipes era motivo de críticas pela falta de espaço. Por isso, foi feito um novo projeto para a edificação.

Para 2018, Interlagos vai erguer a altura dos boxes de 2,4 metros para 3 metros e terminar com a divisória fixa entre eles. Outra obra vai dar ao autódromo o primeiro paddock coberto da categoria. O custo destas intervenções será de aproximadamente R$ 35 milhões.