• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chuva atrapalha e Chapecoense fica no 0 a 0 com Goiás

Esportes

Chuva atrapalha e Chapecoense fica no 0 a 0 com Goiás

São Paulo - O gramado encharcado da Arena Condá não deixou que Chapecoense e Goiás fizessem um bom jogo neste sábado à noite, pela última rodada do primeiro turno do Brasileirão. Apesar de algumas chances criadas principalmente pelo time da casa, a partida acabou sem gols, em 0 a 0. Nenhum dos dois rivais tem motivos para comemorar o resultado.

O Goiás mantém a 12.ª colocação, com 24 pontos, e pode fechar o turno a mais de 10 de distância do G4. A Chapecoense, por sua vez, chega à terceira partida sem vencer e encerra a primeira metade do campeonato com 20 pontos, por enquanto a três do primeiro integrante da zona de rebaixamento.

O JOGO - Quando a partida começou, já chovia forte há pelo menos três horas em Chapecó. O temporal causava prejuízo duplo para os donos da casa. Time leve, a Chapecoense não conseguia jogar com a bola simplesmente porque o gramado estava encharcado e não permitia que ela corresse.

Além disso, a apaixonada torcida alviverde, que desde o começo do Brasileirão tem apoiado o time em bom número na Arena Condá, desta vez, por motivos óbvios, não compareceu. A Chapecoense jogava em um campo quase neutro, alagado.

Apesar das dificuldades com o gramado, o primeiro tempo não foi ruim. Ainda que o número de passes errados tenha sido alto, os dois times conseguiram chegar com perigo ao gol adversário. Tiago Luis, ex-Santos, assustou duas vezes. Numa cobrança de falta rasteira, obrigou Renan a fazer grande defesa.

O goleiro, depois, falhou em outra cobrança de falta, ao sair mal do gol. Sorte dele que Wanderson, com a meta aberta, mandou para fora. Nos acréscimos, ele precisaria de dois tempos para defender cabeceio de Bruno Rangel. O mesmo fez Danilo, em tentativa pelo alto de Esquerdinha, destaque do Goiás.

No segundo tempo, o ritmo do jogo caiu e as chances foram ficando escassas. A Chapecoense, porém, tinha leve domínio e assustava principalmente com Tiago Luis e Bruno Rangel. Renan garantiu o resultado.

FICHA TÉCNICA:

CHAPECOENSE 0 X 0 GOIÁS

CHAPECOENSE - Danilo; Fabiano, Grolli, Jaílton e Rodrigo Biro; Wanderson, Diones, Zezinho (Leandro) e Camilo (Hyoran); Tiago Luis (Fabinho Alves) e Bruno Rangel. Técnico - Celso Rodrigues.

GOIÁS - Renan; Valmir Lucas, Jackson, Felipe Macedo e Léo Veloso; David, Thiago Mendes, Esquerdinha (Murilo Henrique) e Tiago Real; Erik (Welinton Junior) e Samuel (Ramon). Técnico - Ricardo Drubscky.

ÁRBITRO - Paulo Henrique Schleich Vollkopf (RS).

CARTÕES AMARELOS - Douglas Grolli e Rodrigo Biro (Chapecoense); Valmir Lucas (Goiás).

RENDA - R$ 22.420,00.

PÚBLICO - 2.005 pessoas (total).

LOCAL - Arena Condá, em Chapecó (SC).