França surpreende em Madri e tira Espanha do Mundial

Esportes

França surpreende em Madri e tira Espanha do Mundial

Redação Folha Vitória

Madri - A aguardada final do Mundial Masculino de Basquete entre Espanha e Estados Unidos não vai mais acontecer. Nesta quarta-feira, a toda poderosa seleção dona da casa, de Pau e Marc Gasol, foi surpreendida em Madri pelo desfalcado time da França, que ganhou por 65 a 52 e estragou toda a festa armada pela torcida espanhola.

Os dois times já havia se enfrentado duas vezes recentemente. Na semifinal do Eurobasket (Campeonato Europeu) do ano passado, a França venceu por 75 a 72, na semifinal, e depois conquistou o título vencendo a Lituânia. Os espanhóis, na ocasião, tiveram se contentar com o bronze conquistado sobre a Croácia.

Já no Mundial, em Granada, Espanha e França se enfrentaram no fechamento do Grupo A, com vitória fácil dos donos da casa por 88 a 64. O resultado deixou a Espanha em primeiro e a França no quarto lugar da chave, o que permitiu esse encontro nas quartas de final.

Nas oitavas, os times do Grupo A venceram os quatro confrontos contra os do B. Assim, chegaram todos às quartas, para duelos diretos. Desta vez, os resultados se inverteram. Brasil e Espanha, que haviam vencido na primeira fase e avançaram com as duas melhores campanhas, acabaram eliminados por Sérvia e França.

No fechamento das quartas, a França fez uma partida tecnicamente perfeita, principalmente no garrafão. Sem medo de jogar contra os irmãos Gasol, colheu 50 rebotes, contra apenas 28 dos espanhóis. Só rebotes ofensivos foram 16 (ante oito dos rivais). Ajudou também o péssimo aproveitamento de arremessos de quadra da Espanha: apenas 32%. Derrubou duas de 22 tentativas de três.

Sem estrelas como Tony Park e Alexis Ajinça, a França estragou a festa armada pelos espanhóis. Como não havia cruzamento entre os Grupos A e C antes da final, todos esperavam uma reedição da decisão dos Jogos de Londres.

Agora, França e Sérvia se enfrentam na semifinal de sábado, em Madri, enquanto os Estados Unidos jogam contra a Lituânia, sexta-feira, em Barcelona. A decisão é no domingo, na capital espanhola.