Após falhar em momentos decisivos, Higuaín fica fora da seleção argentina

Esportes

Após falhar em momentos decisivos, Higuaín fica fora da seleção argentina

Redação Folha Vitória

Buenos Aires - O atacante Gonzalo Higuaín, questionado por gols perdidos em momentos decisivos, ficou fora da lista de convocados da seleção da Argentina para os seus primeiros compromissos nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

A ausência de Higuaín é o destaque da convocação de 27 jogadores, liderados pelo astro Lionel Messi, para as partidas contra o Equador, em 8 de outubro, em Buenos Aires, e o Paraguai, no dia 13, em Assunção.

Além disso, a relação divulgada pelo técnico Gerardo Martino apresenta como novidade o atacante Paulo Dybala, da Juventus, que chegou a ter o seu nome cogitado para defender a seleção da Itália após se destacar na liga do país.

Higuaín foi alvo de duras críticas da imprensa e da torcida da Argentina pelos gols perdidos nas finais da Copa do Mundo, contra a Alemanha, e da Copa América, diante do Chile, em que também desperdiçou a sua cobrança na disputa de pênalti. No último fim de semana, porém, Higuaín se destacou ao marcar dois gols na vitória do Napoli por 5 a 0 sobre o Napoli em duelo válido pelo Campeonato Italiano.

O restante da lista de convocados mantém a base que disputou a Copa América e a Copa do Mundo, a qual se soma caras novas convocados para amistosos recentes, como o atacante Ángel Correa (Atlético de Madrid), os laterais Milton Caso (River Plate) e Emanuel Más (San Lorenzo) e o volante Matías Kranevitter (River).

Confira a lista de convocados da Argentina:

Goleiros: Sergio Romero (Manchester United/Inglaterra), Nahuel Guzmán (Tigres/México), Agustín Marchesín (Santos Laguna/México).

Defensores: Emmanuel Más (San Lorenzo), Facundo Roncaglia (Fiorentina/Itália), Ezequiel Garay (Zenit/Rússia), Nicolás Otamendi, Martín Demichellis e Pablo Zabaleta (todos do Manchester City/Inglaterra), Marcos Rojo (Manchester United), Milton Casco (River Plate), Ramiro Funes Mori (Everton/Inglaterra).

Meio-campistas: Ever Banega (Sevilla/Espanha), Matías Kranevitter (River), Javier Mascherano (Barcelona/Espanha), Lucas Biglia (Lazio/Itália), Roberto Pereyra (Juventus/Itália), Javier Pastore (Paris Saint-Germain/França), Enzo Pérez (Valencia/Espanha).

Atacantes: Ángel Di María e Ezequiel Lavezzi (ambos do PSG), Nicolás Gaitán (Benfica/Portugal), Carlos Tevez (Boca Juniors/Argentina), Paulo Dybala (Juventus), Angel Correa (Atlético de Madrid), Lionel Messi (Barcelona), Sergio Agüero (Manchester City).