• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Clássico pode dar um novo rumo para o Palmeiras, diz técnico

Esportes

Clássico pode dar um novo rumo para o Palmeiras, diz técnico

São Paulo - O técnico Marcelo Oliveira afirma que o clássico contra o Corinthians pode ser um divisor da campanha do Palmeiras no Campeonato Brasileiro. Nos últimos jogos, a equipe vem oscilando bons e maus resultados, quase sempre vencendo em casa e perdendo fora do Allianz Parque. Depois da derrota para o Goiás, a diferença para o líder Corinthians e rival deste domingo chegou aos 15 pontos (49 a 34).

"Clássico é um jogo diferente, importantíssimo, fundamental. Pode ser um divisor e dar um novo rumo para nossa equipe, desde que tenhamos uma produção melhor. Nós vamos enfrentar o time mais regular do campeonato", afirmou o técnico do Palmeiras em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, na Academia de Futebol.

O treinador deu algumas muitas pistas sobre a escalação. Fez muitos elogios a Gabriel Jesus que, segundo o treinador, já está confirmado como titular. O atacante fez quatro gols em dois jogos, mas passou em branco na derrota para o Goiás. "Nesse momento ele cumpre taticamente bem, recompõe marcando lateral, puxa contra-ataques e tem jogada individual. Está muito bem. A tendência é que possa crescer ainda mais", disse Marcelo Oliveira.

Por outro lado, ele não confirmou a escalação do lateral Egídio, que está em má fase e foi substituído nos últimos jogos, e revela que a defesa está em formação. Zé Roberto pode entrar na esquerda. "Estamos buscando a melhor formação de defesa, os zagueiros que podem casar melhor, e as laterais também. O Egídio foi regular no Cruzeiro, tem tido dificuldades, mas confiamos. Não posso garantir que ele vá jogar", disse Oliveira.

No meio, permanece a dúvida sobre a escalação de Arouca, fora dos últimos quatro jogos por causa de uma lesão muscular, ou Thiago Santos, volante que foi relativamente bem contra o Goiás.

O treinador afirma que a liderança do Corinthians é justa. "É justo, o Corinthians está com um jogo regular, tem uma base de dois anos e um ótimo treinador. Tem uma estratégia definida, marca bem, defesa sólida, toque de bola e velocidade para definir o jogo", disse o treinador.