Em atuação fraca, São Paulo empata sem gols com o Joinville em Santa Catarina

Esportes

Em atuação fraca, São Paulo empata sem gols com o Joinville em Santa Catarina

Redação Folha Vitória

São Paulo - Depois de duas vitórias seguidas, o São Paulo empatou por 0 a 0 com o Joinville, nesta quarta-feira, na Arena Joinville, em Joinville, pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e desperdiçou a chance de se aproximar dos líderes. A igualdade foi o menor dos males, pois a equipe criou pouco, foi muito pressionada e levou três bolas na trave. Os desfalques pesaram diante do vice-lanterna e o time tem de comemorar o ponto conquistado fora de casa.

O técnico colombiano Juan Carlos Osorio já havia lamentado que teria de diminuir o rodízio de atletas por causa da falta de boas opções no elenco. Nesta quarta-feira, ainda teve de lidar com mais de uma dúzia de desfalques, entre eles, Rogério Ceni, Luiz Eduardo, Hudson, Rodrigo Caio e Luis Fabiano.

Por causa desta escalação alternativa, o time demorou para impor o seu toque de bola mais cadenciado e, em vários momentos, esteve em apuros, principalmente no início do jogo. Foi preciso suportar a velocidade de uma equipe que compensava a limitação técnica com entusiasmo e dedicação. Só na metade do primeiro tempo conseguiu colocar a bola no chão e diminuir os erros de passe, graças à movimentação de Michel Bastos pela direita, e de Alexandre Pato, que levava vantagem sobre os travados zagueiros catarinenses na canhota. Foi por ali que o time conseguiu se aproximar do primeiro gol, quando Wilder Guisao acertou o travessão após chute que desviou no zagueiro.

Em um jogo marcado pela intensidade sem primor e pela correria sem drible, as chances foram escassas e ficaram espremidas no final do primeiro tempo. Edgard Junio cabeceou e a bola bateu nas duas traves, mas não entrou. Na continuação, Michel Bastos apareceu sozinho na cara de Agenor, escolheu o canto, mas chutou para fora.

Este roteiro dos seguidos erros de finalização foi o mesmo de jogos anteriores. Aconteceu a mesma coisa contra Atlético Mineiro, Ceará e Flamengo. O time parecia ter melhorado na vitória contra a Ponte Preta, mas os erros voltaram. Surtiram pouco efeito os treinamentos de arremate que o time fez nos últimos dias para tentar aproveitar as poucas chances que apareceram.

O Joinville retomou o controle do jogo novamente com a velocidade de quem luta para se manter na Série A. Sem paciência para construir jogadas, apostou nos cruzamentos e levou perigo aos 9 minutos com Guti e principalmente com Edigar Junio, que acertou a trave de novo, a terceira do jogo.

Paulo Henrique Ganso não conseguiu repetir a atuação eficiente de sábado para criar; Wesley esteve apagado e Centurión foi ainda menos efetivo que Wilder. Depois de um ano afastado dos gramados, Daniel fez sua estreia, mas desperdiçou a única chance que teve. No último lance, o goleiro Agenor salvou a chance de Alexandre Pato, a única que o São Paulo criou na etapa final.

FICHA TÉCNICA

JOINVILLE 0 x 0 SÃO PAULO

JOINVILLE - Agenor; Mario, Bruno Aguiar, Guti e Diego; Naldo, Fabrício (Danrlei), Kadu (Kempes) e Edson Ratinho, Marcelinho Paraíba; Edigar Junio (Silvinho). Técnico: PC Gusmão.

SÃO PAULO - Renan Ribeiro; Bruno; Lyanco, Edson Silva e Reinaldo (Matheus Reis); Thiago Mendes, Wesley, Michel Bastos (Daniel) e Paulo Henrique Ganso; Wilder (Centurión) e Alexandre Pato. Técnico: Juan Carlos Osorio.

CARTÕES AMARELOS - Kempes, Guti, Ratinho e Marcelinho Paraíba (Joinville); Alexandre Pato, Wesley, Edson Silva e Renan Ribeiro (São Paulo).

ÁRBITRO - Rodolpho Toski Marques (PR).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Arena Joinville, em Joinville (SC).