Presidente reconhece que Flamengo foi beneficiado no clássico contra o Fluminense

Esportes

Presidente reconhece que Flamengo foi beneficiado no clássico contra o Fluminense

Redação Folha Vitória

Rio - Mesmo beneficiado por um erro do árbitro no lance do primeiro gol da vitória no clássico contra o Fluminense, no último domingo, no estádio do Maracanã, o Flamengo mostrou nesta segunda-feira o seu descontentamento com o que acontece na arbitragem dos jogos do Campeonato Brasileiro. Até o presidente Eduardo Bandeira de Mello reconheceu a ajuda ao seu clube. No primeiro gol do triunfo por 3 a 1, o zagueiro Wallace colocou o braço na bola dentro da área e ela sobrou para Emerson marcar.

Em entrevista ao canal de TV a cabo ESPN Brasil, nesta segunda-feira, o dirigente até ironizou quando falou dos lances que beneficiaram o Flamengo. "Em 23 rodadas, chegamos ao segundo erro de arbitragem a favor do Flamengo. O outro foi no jogo contra o Internacional (vitória por 2 a 1, em julho) que o Canteros estava em impedimento quando deu o passe para o Guerrero. Isso nos leva a crer que lá pela 35.ª, 36.ª rodada aconteça um outro erro a nosso favor".

Mais tarde, em um nota oficial divulgada pelo clube em seu site na internet, a diretoria do Flamengo reclama que a arbitragem prejudicou o sucesso do clássico Fla-Flu e que no geral está atrapalhando o Brasileirão.

"O Clube de Regatas do Flamengo vem reiterar seu total descontentamento e repúdio a respeito da arbitragem nos jogos do Campeonato Brasileiro de 2015. No último final de semana, mais uma vez os torcedores presenciaram uma série de equívocos que mancham o espetáculo do futebol. Neste domingo (6.09), a arbitragem atrapalhou o sucesso do Fla-Flu, o clássico mais charmoso do Brasil.

Lamentamos os critérios e os erros que influenciaram diretamente no número de cartões amarelos anotados e na ausência de marcação de um toque de mão no primeiro gol rubro-negro. O Clube de Regatas do Flamengo ratifica sua posição contrária aos equívocos dos árbitros que têm sido tão comuns no Brasileiro", disse o clube, em uma das partes da nota oficial.

Por fim, o Flamengo pede ações da CBF e da Comissão Nacional de Arbitragem para o fim de toda a polêmica. "Amplamente visto pela sociedade, imprensa e autoridades como uma instituição transparente e que cumpre com todas as suas obrigações, o Clube de Regatas do Flamengo compreende que toda atividade exercida por homens e mulheres está sujeita a erros. Mas, novamente, não acreditamos que a ocorrência de tais erros venha a diminuir sem que alguma ação concreta seja tomada pela Confederação Brasileira de Futebol e pela Comissão Nacional de Arbitragem, de quem cobramos uma maior atenção à imparcialidade e à credibilidade do futebol brasileiro, outrora o mais admirado do mundo".