Em alta, Palmeiras fatura com dez novas lojas abertas apenas neste ano

Esportes

Em alta, Palmeiras fatura com dez novas lojas abertas apenas neste ano

Redação Folha Vitória

São Paulo - A cozinheira Elisabeth Tenório não pensou duas vezes na hora de escolher o presente do 36º aniversário do marido, o açougueiro Maurílio Lopes. Ela decidiu comprar uma camisa do Palmeiras. Fez contas, ajeitou o orçamento e optou por um modelo mais casual, diferente do uniforme tradicional, para aumentar a coleção do companheiro de 14 anos de casamento. "Acertei em cheio. Ele adorou. Qualquer coisa que eu dê do Palmeiras não tem erro", brinca Elisabeth.

Nem a crise econômica no País impede os torcedores do Palmeiras de adquirirem os produtos do time. O movimento é exatamente o contrário. As lojas do clube verificam aumento nas vendas, impulsionado, em grande parte, pelos resultados recentes da equipe dentro de campo. O Palmeiras é o atual campeão da Copa do Brasil e lidera o Campeonato Brasileiro com três pontos de vantagem sobre o Flamengo. A boa fase do Palmeiras faz com que a crise não atinja o bolso do torcedor.

"Não podemos negar a crise. O País vive um momento difícil. Mas, quando o time está bem, o torcedor não deixa de comprar. Ele faz um planejamento, reduz o número de itens, mas não deixa de lado sua paixão", diz Tullio Formicola Filho, diretor-executivo da Meltex Franchising, administradora das lojas do Palmeiras, Santos e Fluminense.

A rede abriu dez lojas do clube só neste ano - ao todo, já são 30. Além disso, registra faturamento 15% superior em relação a 2015 na venda de chaveiros, roupas, vestuário, acessórios, bazar e itens de cama, mesa e banho. Em relação ao Santos e Fluminense, o crescimento é menor: foram duas novas lojas do Santos e uma do Fluminense. "Não há dúvida de que a paixão e as conquistas recentes do Palmeiras impulsionam esse consumo", diz Tulio.

A empresa não divulga os valores absolutos das vendas. Também não revela a fatia que cabe ao Palmeiras em cada produto comercializado. Os benefícios para a saúde do clube, porém, são diretos. Em quase três anos, os associados do Avanti, programa de fidelidade do Palmeiras, gastaram mais de R$ 4 milhões em produtos das lojas franqueadas. Entre 2014 e julho de 2016, cerca de 21 mil sócios-torcedores compraram adereços oficiais nas lojas do time.

MULHERES - O carro-chefe das vendas é a camisa oficial, que corresponde a 50% dos negócios. Os produtos voltados para o público feminino também têm curva ascendente e reafirmam tendência: as mulheres estão cada vez envolvidas com o futebol. Para estreitar a relação com o torcedor e estimular o consumo, as lojas do Palmeiras já realizaram desde 2014, ano do seu centenário, mais de 200 eventos, entre sessões de autógrafos, lançamentos de livros e materiais esportivos, com craques do passado, atletas do elenco ou personalidades do clube.

BATENTE - O elenco do Palmeiras folgou no último domingo e volta aos treinos nesta segunda-feira à tarde, na Academia de Futebol, visando o clássico de quarta-feira com o São Paulo, às 21h45, no Allianz Parque.