Gabriel celebra chegada à Inter, mas fica fora dos inscritos para Liga Europa

Esportes

Gabriel celebra chegada à Inter, mas fica fora dos inscritos para Liga Europa

Redação Folha Vitória

Milão - O atacante Gabriel não escondeu a felicidade por sua chegada à Inter de Milão. O jovem jogador de 20 anos custou cerca de R$ 98 milhões aos cofres italianos e se tornou uma das contratações mais comentadas do país nesta janela para transferências. Em meio a tantas mudanças, o agora ex-jogador do Santos celebrou o novo momento na carreira.

"Me tornar um jogador da Inter aos 20 anos foi um presente incrível. É uma sensação incrível chegar a um clube com tanta história", declarou ao site da Inter. "Já senti a paixão da torcida e mal posso esperar para jogar para eles no San Siro. É um sonho que virou realidade. Obrigado a todos, os vejo em breve."

Gabriel escolheu a camisa número 96 para vestir na Inter, por conta do ano de seu nascimento. Se a ida para a Europa significou um sonho realizado para o atacante, também mostrou que o clube italiano está disposto a reviver seus melhores dias, já que superou uma concorrência pesada para ficar com o jogador.

"Estamos orgulhosos que o Gabriel tenha escolhido se juntar a nós para mostrar o que pode fazer em um novo ambiente de futebol, tendo já mostrado suas habilidades nos torneios brasileiros e com a seleção nacional. Ele terá um grande papel para a equipe tanto agora quanto no futuro", garantiu o presidente do clube, Erick Thohir.

Só que mesmo antes de estrear, a passagem de Gabriel pela Inter já teve um percalço. Nesta quinta-feira, o jogador não apareceu na lista de inscritos do clube para a Liga Europa de 2016/2017, único torneio europeu que o time italiano vai disputar. Não por opção técnica do técnico Frank De Boer, mas por uma limitação gerada pelo Fair Play Financeiro da Uefa.

As regras da entidade determinam que os clubes só podem gastar a verba que comprovarem que arrecadaram, para evitar grandes dívidas. Por isso, só podem inscrever em torneios europeus aqueles jogadores que comprovadamente foram contratados com o lucro que obtiveram.

No caso de Gabriel, a Inter não conseguiu provar de onde veio o dinheiro para a contratação. Mas não só no dele. Pelo mesmo motivo, o clube italiano não pôde inscrever na Liga Europa o português João Mário, outro recém-contratado, além de Geoffroy Kondogbia e Stevan Jovetic, que já estavam no elenco na temporada passada. Dos principais reforços desta temporada, somente Banega, que veio de graça do Sevilla, e Candreva, que custou "apenas" 25 milhões de euros, puderam ser inscritos.