• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chapecoense só pensa em reabilitação em casa para deixar a zona da degola

Esportes

Chapecoense só pensa em reabilitação em casa para deixar a zona da degola

Chapecó (SC) - Após sofrer duas derrotas consecutivas, a Chapecoense acabou entrando na temida zona de rebaixamento. Neste domingo, às 19 horas, o time do técnico Vinícius Eutrópio recebe o Cruzeiro na Arena Condá, em Chapecó (SC), pela 23.ª rodada do Campeonato Brasileiro, em busca da reabilitação.

Há duas semanas, a Chapecoense perdeu para o Avaí por 1 a 0, no estádio da Ressacada, em Florianópolis, e permaneceu com 25 pontos. Como já vinha de derrota para o Corinthians, em jogo atrasado da 20.ª rodada, o xodó do Brasil entrou de vez na zona de rebaixamento e a crise aterrissou em Chapecó. Um dos motivos apontados pela torcida pela queda de produção foi a temporada no exterior, que incluiu Europa e Ásia.

Durante o mês de agosto, a Chapecoense enfrentou o Barcelona no Troféu Juan Gamper, o Urawa Red Diamonds pela decisão da Copa Suruga e ainda fez amistosos contra Lyon e Roma. Quando voltou para o Brasil, o time sentiu o cansaço e não conseguiu reunir forças para brigar contra o rebaixamento.

Com a paralisação de quase duas semanas para as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, Vinícius Eutrópio conseguiu, finalmente, trabalhar com o elenco. "Focamos na construção das jogadas, posse de bola ofensiva e espero que no jogo esse trabalho já apareça", disse o técnico em tom confiante.

A ideia de Vinícius Eutrópio é deixar a Chapecoense mais ofensiva, propondo o jogo mesmo contra um adversário forte. Como Reinaldo está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Roberto deve assumir a lateral esquerda. No meio, o venezuelano Seijas volta a ter uma oportunidade e Canteros finalmente virou titular.

O retrospecto, porém, também não ajuda. Os dois times já se enfrentaram quatro vezes nesta temporada, com apenas uma vitória catarinense, um empate e duas derrotas. Além do Brasileirão, eles estiveram frente a frente na Copa do Brasil e na Copa da Primeira Liga.