• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Nova Zelândia bate Austrália e fatura o Mundial de Rúgbi pela terceira vez

Esportes

Nova Zelândia bate Austrália e fatura o Mundial de Rúgbi pela terceira vez

Londres - A Nova Zelândia mostrou mais uma vez por que é considerada a grande potência do rúgbi. Em uma final eletrizante diante da grande rival Austrália, os "All Blacks" venceram por 34 a 17 no Estádio de Twickenham, em Londres, e garantiram neste sábado o título do Mundial da Inglaterra, seu terceiro título na competição.

O troféu confirma esta geração neozelandesa como uma das melhores da história, se tornando a única a conquistar dois títulos mundiais consecutivos - o país já havia subido no lugar mais alto do pódio há quatro anos, em casa. A Nova Zelândia também se tornou a primeira seleção a ser tricampeã, já que levantou a taça na primeira edição do torneio, em 1987.

Diante da Austrália, aliás, o país colocava a prova a hegemonia naquela que talvez seja a principal rivalidade desta modalidade. Os australianos também são bicampeões (venceram em 1991 e 1999) e tentavam o terceiro troféu. Mas não foram páreo para a poderosa geração da Nova Zelândia.

O duelo deste sábado até começou equilibrado, mas Dan Carter acertou três chutes consecutivos e colocou a Nova Zelândia em vantagem: 9 a 3. Pouco depois, Milner-Skudder aproveitou linda troca de passes pelo lado direito do ataque e invadiu a defesa da Austrália para anotar o primeiro try do dia. Com isso, os neozelandeses foram para o intervalo vencendo por 16 a 3, com Dan Carter responsável por 11 desses pontos.

A vantagem não diminuiu o ritmo da seleção, que voltou para o segundo tempo já anotando mais um try, com Ma'a Nonu, após linda arrancada desde o meio de campo. Com 21 a 3 contra, os australianos foram para cima e responderam com dois tries seguidos, com David Pocock e Tevita Kuridrani, o que deixou a diferença em quatro pontos.

Mas Dan Carter estava mesmo em dia inspirado e anotaria mais um drop goal para tranquilizar a Nova Zelândia. Ele mesmo, em pênalti longo, ampliou a diferença. Com o jogo decidido e a Austrália toda no ataque, Beauden Barrett anotou um lindo try para fechar com chave de ouro a decisão e levantar a torcida.

Única seleção a ser campeã três vezes, a Nova Zelândia é seguida pela Austrália e a África do Sul, ambas com dois títulos. Os sul-africanos, aliás, garantiram o terceiro lugar na última sexta-feira ao atropelarem a Argentina por 24 a 13. Aos argentinos, restou celebrar a bela campanha, que culminou com sua segunda ida à semifinal na história dos Mundiais.