Presidente da CBF, Del Nero fecha acordo para deixar a Fifa

Esportes

Presidente da CBF, Del Nero fecha acordo para deixar a Fifa

Redação Folha Vitória

Zurique - Marco Polo Del Nero caminha para deixar a Fifa. A decisão já foi tomada pela alta cúpula da Conmebol e deve ser anunciada oficialmente no dia 26 de outubro, em uma reunião da entidade no Rio de Janeiro. O dirigente que comanda a CBF, porém, vai manter seu cargo na entidade nacional e um novo nome será escolhido entre os cartolas brasileiros para substitui-lo na Fifa. O Estado de S. Paulo apurou que o acerto foi fechado com o próprio Del Nero, o comando da Fifa e da Conmebol. Teria sido o brasileiro quem procurou um acordo, diante de sua ausências de suas funções na entidade desde maio.

Del Nero é um dos três representantes sul-americanos no Comitê Executivo da Fifa, uma espécie de governo mundial do futebol. Mas, quando José Maria Marin foi preso em Zurique no dia 27 de maio, Del Nero deixou a Suíça em direção ao Brasil. Ele é investigado pelo FBI, no mesmo caso que envolve Marin relativo ao recebimento de supostos subornos para a Copa do Brasil.

Del Nero perdeu três reuniões seguidas da Fifa e, amanhã, vai estar uma vez mais ausente da entidade máxima do futebol, em Zurique. Fontes de alto escalão confirmaram que a opção por sua substituição foi tomada depois que os dirigentes receberam alertas de que ele poderia ser processado pelo Comitê de Ética, o que implicaria numa eventual punição que também afetaria seu cargo no Brasil.

A Conmebol, porém, garante que a vaga no Comitê Executivo da Fifa continua sendo reservada para o Brasil e que, nos bastidores, a CBF já busca um nome. Dos dez membros da entidade continental, sete já estariam de acordo em dar o voto para um outro brasileiro. O novo representante passaria a atuar na Fifa a partir de dezembro, quando a entidade se reúne em Zurique para aprovar as reformas e preparar a eleição presidencial de fevereiro de 2016.