Primeiro dia do evento-teste de BMX, no Rio, é cancelado por problemas na pista

Esportes

Primeiro dia do evento-teste de BMX, no Rio, é cancelado por problemas na pista

Redação Folha Vitória

Rio - O primeiro dos dois dias do evento-teste do ciclismo BMX para os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, marcado para este sábado, foi cancelado por motivo de segurança. Na manhã desta sexta-feira, atletas e dirigentes avaliaram que a pista construída no Complexo Esportivo de Deodoro, na zona oeste da cidade, é muito perigosa. Assim, ela terá que passar por ajustes.

A definição pela transferência ocorreu após reunião realizada durante a tarde. Antes, uma comissão formada por competidores e técnicos vistoriou todos os 399 metros de extensão da pista. Reunidos com dirigentes da Federação Internacional de Ciclismo e membros do Comitê Rio-2016, os atletas pediram por correções no traçado.

O BMX é considerado a prova mais radical do ciclismo. Na competição, os atletas - em baterias com oito competidores - largam de uma rampa com altura de oito metros e precisam cruzar a pista cheia de obstáculos. Os quatro primeiros de cada bateria avançam.

A reclamação dos competidores está justamente nos obstáculos. Apesar de a pista ter sido projetada pela mesma empresa responsável pelos circuitos dos Jogos de Pequim, em 2008, e Londres, em 2012, os atletas apontaram problemas no desenho de algumas rampas. Assim, o Comitê Rio-2016 irá fazer ajustes ao longo deste sábado para tentar viabilizar a competição no domingo.

No total, 96 atletas de 30 países estão no Rio para participar da prova. Dentre os presentes estão os medalhistas de ouro nos Jogos de Londres - a colombiana Mariana Pajón e o letão Maris Strombergs.