Esportes

Em reencontro de Mancini com São Paulo, Atlético-MG tenta emplacar sequência

Após abusar dos altos e baixos neste segundo turno do Brasileirão, o Atlético Mineiro tenta emplacar uma sequência positiva para se reaproximar do G6, a zona de classificação à Copa Libertadores. Para tanto, tentará vencer o São Paulo às 16 horas deste domingo, no Morumbi, pela 28ª rodada.

Na metade inferior da tabela, o Atlético tenta faturar a segunda vitória consecutiva, após bater o Santos por 2 a 0, na rodada passada, no Independência. Um triunfo na capital paulista deixará a equipe mineira de volta à briga pelas primeiras posições da classificação.

A partida deste domingo marcará o reencontro do São Paulo com Vagner Mancini, ex-coordenador técnico da equipe tricolor e atual treinador do Atlético. Ele pediu demissão no São Paulo após o pedido de líderes do elenco pela contratação de Diniz à diretoria. Depois da saída de Cuca, Mancini assumiria o time de forma interina.

Mancini disse não ter mágoa da diretoria do São Paulo. Ele esteve no clube durante nove meses. "O que aconteceu no São Paulo foi um momento no qual as coisas não foram bem conduzidas e culminou na minha saída, mas não gerou nenhum desgaste. Da minha parte não tem nada, nenhum rancor."

Para este duelo, o treinador terá a baixa do volante Elias. E faz mistério quanto ao substituto. Mancini tem três opções: Zé Welison, Ramón Martínez e Vinícius. O primeiro é a opção mais provável. Martínez é alternativa caso o treinador decida por uma formação mais ofensiva. Vinícius corre por fora - estará à disposição após cumprir suspensão.

Outra baixa é o equatoriano Cazares, punido com dois jogos de suspensão por causa da expulsão na partida contra o Grêmio. Mancini também evitou dar dicas sobre o possível substituto para o estrangeiro.

Pontos moeda