Esportes

Guarani tem sequência complicada contra os líderes para consolidar permanência na Série B

Sem vencer há três jogos, o Guarani caiu para o 14º lugar com 36 pontos, quatro a mais do que o Figueirense, primeiro integrante da zona de rebaixamento

Estadão Conteúdo

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução / Instagram

O Guarani tem sequência complicadíssima até o sempre aguardado clássico contra a Ponte Preta, o 195º da história, agendado para 9 de novembro. Antes do reencontro com o clube rival, a equipe desafia os dois melhores times para encaminhar a permanência e garantir sobrevida na Série B do Campeonato Brasileiro: o vice-líder Sport, no Brinco de Ouro da Princesa, e o primeiro colocado Bragantino, no Estádio Nabi Abi Chedid.

Após sequência desgastante com viagens e logísticas difíceis, o elenco ganha respiro com deslocamentos curtos nesta reta final de temporada, o que pode ser um facilitador para que o técnico Thiago Carpini tenha o máximo de peças à disposição no elenco.

Além de quatro jogos em Campinas (Sport, Ponte Preta, Operário e América-MG), o Guarani foi a Sorocaba e vai a Bragança Paulista, cujos trajetos se dão em uma hora - as demais viagens são para Goiânia e Londrina.

CENÁRIO

Sem vencer há três jogos, o Guarani caiu para o 14º lugar com 36 pontos, quatro a mais do que o Figueirense, primeiro integrante da zona de rebaixamento.

Além dos volantes Deivid e Igor Henrique, com participação incerta frente o Sport, nesta quinta-feira, às 19h15, o zagueiro Luiz Gustavo, titular absoluto após a retomada da Série B depois da Copa América, também é dúvida em virtude de desconforto muscular.

Pontos moeda