Após empate, Joel alerta Vasco sobre risco de não subir

Esportes

Após empate, Joel alerta Vasco sobre risco de não subir

A quarta partida consecutiva do Vasco sem vitória na Série B do Campeonato Brasileiro levou o técnico Joel Santana a fazer um alerta aos seus jogadores

Redação Folha Vitória
O técnico Joel Santana fez um alerta aos seus jogadores Foto: Divulgação / Créditos: Ag. Estado

A quarta partida consecutiva do Vasco sem vitória na Série B do Campeonato Brasileiro levou o técnico Joel Santana a fazer um alerta aos seus jogadores. Após o empate por 1 a 1 com o Paraná, sexta-feira, no Durival de Brito, pela 33ª rodada, o treinador destacou que o Vasco deve se preocupar muito mais com os times que se aproximam do G4, grupo das equipes que garantem o acesso, do que com a luta pelo título do torneio.

"Temos que ter cuidado, a gente tem que olhar pra frente, mas também precisamos preocupar com quem vem atrás. O que não podemos é errar dentro de casa. Acho que esse jogo semana que vem, contra o ABC, nós temos que levar todas as forças que nós temos, a força da torcida, a força da camisa, e a história do nosso clube, juntamente com os jogadores", disse.

Com 56 pontos, o Vasco está em terceiro lugar, a sete pontos do líder Joinville, que pode ser ultrapassado pela Ponte Preta, a segunda colocada com 61, neste sábado. Já a vantagem para o primeiro time fora da zona de acesso, o quinto colocado Avaí, é de quatro pontos. Mas essa diferença para o quinto pode cair para três pontos em caso de vitórias de Santa Cruz e Ceará neste sábado. Por isso, Joel sabe que o Vasco precisa vencer o ABC, em casa, na próxima rodada.

Depois da partida contra o Paraná, Joel evitou criticar a atuação do Vasco, mesmo reconhecendo que a sua equipe encontrou dificuldades numa partida em que o adversário, na luta contra o rebaixamento para a Série B, se mobilizou. Para ele, inclusive, o empate não pode ser considerado um resultado ruim.

"Acho que o time jogou bem. Jogar aqui é muito difícil, o campo é apertado, a torcida em cima e a torcida comprou o barulho para eles. Foi um incentivo muito grande e eles se redobraram pra arrancar um empate da gente. Tentaram de tudo, já num momento que nós estávamos agredindo, agredindo, agredindo, ainda bem que nós conseguimos fazer um gol, pra não levar pro Rio uma derrota, que seria muito ruim pra nós todos", afirmou.