• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Barcelona goleia Sevilla com 3 gols e recorde de Messi

Esportes

Barcelona goleia Sevilla com 3 gols e recorde de Messi

Barcelona - O Barcelona voltou a golear neste sábado e Lionel Messi deixou mais uma vez sua marca na história. Jogando em casa, no Camp Nou, o atacante fez a festa da torcida catalã ao marcar três gols na goleada de 5 a 1 sobre o Sevilla em noite histórica no Campeonato Espanhol. Neymar e Rakitic também balançaram as redes.

Com os gols deste sábado, Messi se tornou o maior artilheiro do Espanhol, superando Telmo Zarra, destaque do Athletic Bilbao entre as décadas de 40 e 50. O atacante argentino chegou aos 253 gols, deixando para trás os 251 que Zarra alcançou no longínquo ano de 1955.

Trata-se do segundo recorde seguido registrado por Messi nesta temporada. No início de novembro, ele empatou com Raul Gonzalez na artilharia histórica da Liga dos Campeões. O argentino chegou ao 71º gol na competição - Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, tem 70 e pode alcançar Messi ainda na atual edição da Liga.

Com este apetite, o atacante argentino deu o tom da partida contra o Sevilla aos 21 minutos. Em bela cobrança de falta, ele abriu o placar e colocou o Barcelona em vantagem. Depois do intervalo, o Sevilla contou com a ajuda de Jordi Alba para empatar. O lateral do Barcelona completou cruzamento contra as próprias redes.

Mas Neymar tratou de colocar os anfitriões na frente, aos 7 minutos. Xavi cobrou falta na área e o brasileiro escorou de cabeça. O terceiro veio 15 minutos depois, com Rakitic, de cabeça, após cruzamento na área.

A vitória já estava garantida, a torcida comemorava, mas Messi ainda estava insatisfeito. E, em seis minutos, marcou os dois gols que fizeram não apenas bater o recorde como também abrir vantagem na artilharia história do Espanhol.

Aos 27, ele tabelou com Neymar na entrada da área e se esticou no chão para mandar para as redes. Na comemoração, foi jogado para cima pelos companheiros. A festa, contudo, só foi completada quando o argentino anotou seu terceiro na partida, aos 33, em jogada individual.