Fornecedora comete gafe e 'antecipa' adeus de Ceni

Esportes

Fornecedora comete gafe e 'antecipa' adeus de Ceni

Redação Folha Vitória

São Paulo - Fornecedora de material esportivo do São Paulo, a Penalty cometeu uma grande gafe nesta quarta-feira ao enviar para a imprensa um convite que seria do "anúncio da despedida de Rogério Ceni". A notícia pegou o goleiro de surpresa, deixou-o extremamente irritado e fez que o clube cancelasse o evento.

O que acontece é que a Penalty está desenvolvendo um uniforme especial para Rogério que seria o último da sua carreira, mas a campanha iniciada por Muricy Ramalho para que o goleiro prorrogue a carreira por pelo menos mais seis meses o deixou novamente em dúvida e ninguém sabe ao certo se a aposentadoria - antes dada como certa até mesmo por Rogério - vai de fato acontecer.

Ceni não gostou de ver a fornecedora decretando sua decisão e avisou que não iria participar do evento. Assim que os convites foram disparados, rapidamente a notícia de que o goleiro iria se aposentar se espalhou nas redes sociais.

O desmentido, porém, aumenta o rumor sobre uma nova desistência do goleiro. Muricy Ramalho tem sido enfático nas declarações e depois do jogo contra o Palmeiras no último domingo não hesitou em apontar Rogério como o melhor da posição no país. Aos 41 anos, ele tem sido bem mais comedido ao falar sobre o futuro em relação ao começo do ano.

"Estou pensando em ser campeão, adoraria encerrar com um título e a única oportunidade que está restando é a Sul-Americana. Gostaria que fosse no Brasileiro, mas a diferença não está caindo", disse o goleiro, que nesta quarta entra em campo com o São Paulo na Sul-Americana contra o Nacional de Medellín, na Colômbia, para iniciar a série semifinal.