Gallo exalta peso de torneio para seleção olímpica

Esportes

Gallo exalta peso de torneio para seleção olímpica

Redação Folha Vitória

Wuhan - O técnico da seleção brasileira olímpica, Alexandre Gallo, comandou nesta quinta-feira o último treino da equipe nacional antes da estreia no torneio amistoso que começará nesta sexta, em Wuhan, na China. O Brasil fará a sua estreia diante da Austrália, às 6 horas (de Brasília), e o comandante exaltou o peso que a competição terá para o time formado apenas por jogadores de até 21 anos de idade.

"Neste torneio vamos enfrentar a Austrália, a Coreia do Sul e a China, três diferentes estilos de jogar futebol e isso é muito importante para os jogadores. Eles terão a oportunidade de enfrentar adversários que não estão acostumados e isso faz parte do nosso planejamento para os Jogos Olímpicos", ressaltou Gallo, em entrevista coletiva nesta quinta.

Após estrear diante dos australianos, a seleção enfrentará a Coreia do Sul, no domingo, e a China, na terça-feira. E o treinador irá aproveitar estes confrontos para testar uma equipe formada quase que exclusivamente por jogadores que atuam fora do Brasil. Do 20 atletas que estão na China, o goleiro Jacsson, do Inter, é o único que joga no País atualmente.

"Temos um grupo basicamente formado por atletas que atuam no exterior, que acompanhamos mesmo quando não estão convocados, e vamos fazer de tudo para conquistar mais esse título, sempre respeitando todos os adversários", disse Gallo.

CERTIFICADO - Entre os convocados para este torneio amistoso, o volante Alef, do Olympique de Marselha, os zagueiros Dudu (Kashiwa Resyol) e Rodrigo Ely (Avellino), o atacante Ryder (Córdoba) e o lateral Maicon (Livorno) vestirão a camisa da seleção brasileira pela primeira vez. Eles sequer passaram por outras seleções de base do País e agora terão a chance de mostrar serviço a Gallo neste processo de formação da equipe que visa principalmente o ouro olímpico nos Jogos de 2016, no Rio.

Por serem estreantes na equipe nacional, todos eles posaram para fotos nesta quinta com certificados, uma espécie de diploma entregue pela CBF a atletas que servem o time nacional pela primeira vez em amistosos ou competições oficiais.

Gallo chegou a refazer essa sua última lista de convocados da seleção olímpica, que trouxe uma série de novidades depois de a CBF ceder à pressão de clubes brasileiros que se sentiram prejudicados por terem atletas inicialmente convocados nesta fase em que o Brasileirão e a Copa do Brasil estão em suas retas decisivas.