Atlético-PR homenageia Alessandro, bate Flamengo e dá adeus a gramado da Arena

Esportes

Atlético-PR homenageia Alessandro, bate Flamengo e dá adeus a gramado da Arena

Redação Folha Vitória

São Paulo - O Atlético-PR se despediu de sua torcida neste domingo com uma vitória por 3 a 0 sobre o Flamengo, pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, em um jogo "para cumprir tabela". Roberto e Cleberson, duas vezes, marcaram os últimos gols no gramado natural da Arena da Baixada, já que o estádio passará a ter superfície sintética a partir do ano que vem.

Com a vitória, na briga apenas por um lugar melhor na tabela, sem chances de Libertadores ou desespero contra o rebaixamento, o Atlético-PR saltou para a nona posição, com 51 pontos, deixando o Flamengo para trás, na 12.ª colocação, com 49 pontos. Foi mais uma decepção amargada pela equipe carioca, que no último sábado já havia confirmado a demissão do técnico Oswaldo de Oliveira.

A partida teve início com uma homenagem ao lateral Alessandro, campeão brasileiro pelo Atlético-PR em 2001, que recebeu uma placa comemorativa das mãos de ex-jogadores da campanha daquele título, teve a chance de atuar pela primeira vez em 2015 pela equipe e ostentou a faixa de capitão enquanto esteve em campo.

O jogo começou acirrado, com uma boa chance para cada lado. No primeiro minuto, o Flamengo ameaçou. Everton avançou pela esquerda e cruzou para Kayke, mas o atacante chutou para fora. No lance seguinte, Roberto cobrou falta com perigo e respondeu pelo Atlético-PR.

Empurrado pela torcida, o Atlético-PR conseguiu abrir o placar aos 12 minutos da primeira etapa. Roberto recebeu de Nikão na entrada da área, ajeitou e enfiou uma bomba sem chances de defesa para o goleiro Paulo Victor.

Três minutos após o gol, o time da casa quase ampliou. Marcos Guilherme chutou de longe e Paulo Victor espalmou fraco para esquerda. Nikão aproveitou o rebote, mas chutou em cima do goleiro recuperado. Aos 32, no entanto, Cleberson não desperdiçou. Em cobrança de falta, o zagueiro se aproveitou de erro em linha de impedimento da defesa flamenguista, e apareceu sozinho para cabecear fora do alcance.

Ao final do primeiro tempo, Cristóvão Borges provocou uma nova homenagem a Alessandro. O técnico promoveu a entrada de Eduardo no lugar do lateral, que foi ovacionado pela torcida e não conteve as lágrimas ao deixar o gramado da Arena.

Na segunda etapa, o Flamengo voltou desinteressado e viu o Atlético-PR comandar o jogo se aproveitando de erros da defesa. O time paranaense ampliou a vantagem aos 22, quando Cleberson apareceu novamente sozinho na área adversária e cabeceou firme para o fundo do gol. Em seguida, Walter recebeu cruzamento, dominou no peito e chutou forte, mas Paulo Victor espalmou para a trave.

Nos 15 minutos finais, a torcida do Atlético-PR festejou com gritos de "olé" os últimos minutos diante de seus jogadores em 2015. O próximo encontro na Arena da Baixada já terá gramado artificial e acontecerá no ano que vem.

Antes da temporada acabar, no entanto, o time comandado por Cristóvão Borges ainda entra em campo pela última rodada do Brasileirão, contra o Santos, na Vila Belmiro. O Flamengo, por sua vez, se despede de 2015 contra o Palmeiras, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 3 X 0 FLAMENGO

ATLÉTICO-PR - Weverton; Alessandro (Eduardo), Vilches, Cleberson e Roberto; Otávio, Deivid, Marcos Guilherme (Daniel Hernández), Sidcley e Nikão (Marco Damasceno); Walter. Técnico: Cristóvão Borges.

FLAMENGO - Paulo Victor; Pará, César Martins, Wallace e Everton; Márcio Araújo, Canteros (Luiz Antonio) e Alan Patrick; Paulinho (Jajá), Gabriel (Marcelo Cirino) e Kayke. Técnico: Jayme de Almeida.

GOLS - Roberto, aos 12 minutos do primeiro tempo, e Cleberson, aos 32 do primeiro e aos 22 do segundo.

ÁRBITRO - Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP).

CARTÕES AMARELOS - Everton, Paulinho e Alan Patrick (Flamengo).

RENDA - R$ 340.970,00.

PÚBLICO - 23.975 pagantes (25.889 total).

LOCAL - Arena da Baixada, em Curitiba (PR).