Em 'comum acordo' com a diretoria, Oswaldo de Oliveira deixa o Fla

Esportes

Em 'comum acordo' com a diretoria, Oswaldo de Oliveira deixa o Fla

Ainda que as duas partes falem que o rompimento foi consensual, fica claro que partiu do Flamengo a iniciativa de liberar Oswaldo antes do fim da temporada

Redação Folha Vitória
Decisão permite ao clube começar a pensar em 2016 com um novo treinador Foto: R7

Após uma semana inteira de treinamentos, Oswaldo de Oliveira não vai comandar o Flamengo na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O treinador e a diretoria, em comum acordo, acertaram na manhã deste sábado a saída do técnico, que inicialmente deveria ficar até o fim da temporada, mas tinha contrato até dezembro de 2016. O Flamengo só cumpre tabela até o fim do Brasileirão e será comandado interinamente pelo auxiliar Jayme Oliveira.

"Como já havia sido combinado entre clube e treinador, Oswaldo ficaria à frente do time pelos dois últimos jogos. Após conversa entre todos nós, hoje (sábado) ficou decidido pela interrupção do trabalho, mas ele é um grande profissional e seguirá a carreira com a mesma seriedade. Agradecemos pelo empenho e dedicação neste tempo juntos", disse o presidente Eduardo Bandeira de Mello ao site oficial do Flamengo

"Conversamos e decidimos, juntos, que eu e o clube seguiremos nossos caminhos. Entendemos que, neste momento, era o mais certo a fazer. Já haviam falado comigo na segunda-feira e o combinado era ficar até o final do campeonato, mas chegamos a este acordo", afirmou Oswaldo de Oliveira, também ao site do Fla.

Ainda que as duas partes falem que o rompimento foi consensual, fica claro que partiu do Flamengo a iniciativa de liberar Oswaldo antes do fim da temporada, permitindo ao clube começar a pensar em 2016 com um novo treinador. O substituto de Oswaldo, entretanto, só deverá ser apontado pela diretoria que será eleita em 7 de dezembro. Bandeira de Mello é favorito à reeleição.

Um dos motivos para a saída de Oswaldo agora teria sido a demissão de Levir Culpi no Atlético-MG. O vice-campeão brasileiro procura um técnico e um dos favoritos à vaga é Muricy Ramalho, também o preferido da atual diretoria do Flamengo. Agora, os dois rivais estão livres para fazer propostas ao treinador.

Outro candidato ao cargo, pelo menos se Bandeira de Mello for reeleito, é Edgardo Bauza, argentino que está de saída do San Lorenzo. Também o São Paulo, comandado interinamente por Milton Cruz, procura um técnico. O clube paulista, entretanto, não concorre para ficar com Muricy Ramalho, que fez no Morumbi seu mais recente trabalho.