Francisco Barretto e Lorrane Oliveira se destacam no Brasileiro de Ginástica

Esportes

Francisco Barretto e Lorrane Oliveira se destacam no Brasileiro de Ginástica

Redação Folha Vitória

Belo Horizonte - O Campeonato Brasileiro de Ginástica Artística chegou ao fim neste domingo, no ginásio do Minas Tênis Clubes, em Belo Horizonte, com a decisão por aparelhos. Os grandes destaques do dia foram Francisco Barretto Júnior, do Pinheiros (SP), campeão nas paralelas e na barra fixa e Lorrane Oliveira, do CEGIN (PR), medalha de ouro nas barras assimétricas e no solo.

Francisco Barretto foi o vencedor nas paralelas ao garantir a nota 14,700. Hudson Miguel, do SERC/Santa Maria (SP), conquistou a medalha de prata com 14,625 pontos. André da Silva, do Minas Tênis Clube, ficou com o bronze, com 14,200.

Francisco repetiu o lugar mais alto do pódio na barra fixa com 15,125 pontos. O segundo colocado, Lucas Bitencourt, do SERC/Santa Maria (SP), fez 14,050 e o terceiro, Gabriel Barbosa, também do SERC, somou 13,550, empatado com Fellipe Arakawa, do Minas Tênis Clube.

Os resultados fecharam uma participação excelente do ginasta no campeonato, que garantiu também o ouro por equipes ao lado dos companheiros do Pinheiros e a prata no Individual Geral no primeiro dia. "Foi muito bom competir aqui em Belo Horizonte com a presença desse público maravilhoso. Fico muito feliz pela torcida e pelo reconhecimento".

Nas argolas, o campeão foi Henrique Flores, do SERC/Santa Maria, com 15,275 pontos. Caio Costa, da ADC/São Bernardo (SP), foi o segundo colocado, com 14,775, e Lucas Bitencourt, também do SERC/Santa Maria, o terceiro com 14,700. Diego Hypolito, do ADC/São Bernardo (SP), faturou o ouro no solo ao somar 14,875. Ângelo Assunção, do Pinheiros, ficou com a prata, com 14,450, e o bronze foi para Hudson Miguel, do SERC/Santa Maria, com 14.125.

FEMININO - Lorrane Oliveira garantiu o ouro nas assimétricas com 14,225. A prata foi para Letícia Costa, do Flamengo (RJ), com 13,350 e o bronze para Jade Barbosa, também do Flamengo, com 13,150. No solo feminino, Lorrane, com 14,875, foi ouro mais uma vez. Thayse Silva, do Grêmio Náutico União (RS), foi prata com 14,050 e Carolyne Pedro, do CEGIN, bronze com 13,550.

A dona dos dois ouros foi ainda a campeã no Individual Geral e por equipes com o CEGIN. Ela se diz muito satisfeita com o desempenho no Brasileiro. "Cheguei bastante cansada, mas acho que consegui fazer a minha parte. Estou muito feliz com meu desempenho hoje (domingo) e nos outros dias".

O salto feminino teve um empate no primeiro lugar entre Letícia Costa, do Flamengo, e Thayse Silva, do Grêmio Náutico União, com 13,638 pontos. O terceiro lugar também ficou empatado entre Isabelle Cruz, do Flamengo, e Raquel Silva, com 13,425.

A trave teve vitória de Jade Barbosa com 14,750. Isabel Barbosa, do Pinheiros, foi a segunda colocada, com 14,175, e Lorrane Oliveira, a terceira com 14,075.