Após duas temporadas de ausência, Ray Allen se aposenta oficialmente da NBA

Esportes

Após duas temporadas de ausência, Ray Allen se aposenta oficialmente da NBA

Redação Folha Vitória

Nova York - Um dos melhores arremessadores da história do basquete colocou fim à sua carreira oficialmente nesta terça-feira. Em uma emocionante carta escrita no site The Players' Tribune, Ray Allen oficializou que está deixando as quadras aos 41 anos, após duas temporadas afastado do esporte.

Ray Allen foi um dos percussores de uma NBA mudando de estilos no fim dos anos 90. Quando chegou à liga, em 1996, encontrou um basquete muito mais físico e baseado em infiltrações e jogo de garrafão. Vinte anos depois, tem seu nome garantido na história como um dos maiores arremessadores de todos os tempos e influenciador desta nova forma de atuar.

Nesta terça, ele divulgou uma carta simbólica destinada a ele próprio quando tinha 13 anos. Entre os relatos das dificuldades vividas na infância, da solidão por não se sentir parte de nenhum grupo na adolescência, definiu o basquete como o fator que mudou sua vida e a transformou em "uma busca solitária pela grandeza".

"Eu escrevo isso a você hoje como um homem de 41 anos que está se aposentando do esporte. Eu escrevo como um homem completamente em paz consigo próprio. O inferno que você vai viver será temporário. O basquete vai levá-lo para longe do pátio da escola. Você será bem mais que apenas um jogador de basquete. Você atuará em filmes, viajará o mundo, será um marido e pai de cinco incríveis crianças", escreveu.

Apesar das duas temporadas afastado do basquete, Ray Allen era constantemente alvo de rumores sobre um possível retorno, tendo sido especulado no Golden State Warriors, no Cleveland Cavaliers, no Boston Celtics e no Milwaukee Bucks. Mas o anúncio desta terça coloca fim a uma carreira de quase duas décadas, que o estabeleceu como o maior arremessador de bolas de três da NBA até hoje, com 2.973 chutes de longe distância convertidos.

Ray Allen foi selecionado no Draft de 1996 pelo Minnesota Timberwolves, mas imediatamente trocado para o Bucks, onde estourou. Passou também pelo Seattle Supersonics antes de chegar ao Boston Celtics, onde venceu seu primeiro título da NBA, em 2008, ao lado de Paul Pierce e Kevin Garnett. De lá, foi para o Miami Heat, onde conquistou mais um campeonato, em 2013, ao lado de Dwyane Wade, LeBron James e Chris Bosh.

O ala também tem no currículo uma medalha de ouro olímpica, conquistada em 2000, em Sydney. Ao longo dos 18 anos em que atuou na liga, também foi selecionado para o All-Star Game em 10 oportunidades, sendo a última em 2011.