• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chapecoense derrota o Botafogo e quebra sequência invicta do clube carioca

Esportes

Chapecoense derrota o Botafogo e quebra sequência invicta do clube carioca

Rio - A Chapecoense desbancou a sequência invicta de sete jogos do Botafogo e derrotou o time carioca por 2 a 0, nesta quarta-feira, no estádio Luso Brasileiro, no Rio, pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado complica as pretensões do clube alvinegro, que terá mais três jogos pela competição para assegurar uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores.

Apesar do resultado ruim, os cariocas permanecem na quinta colocação, com 55 pontos. Sem balançar as redes nos últimos três jogos, o Botafogo volta a campo neste domingo contra o líder Palmeiras, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Sem grandes objetivos no torneio nacional, a Chapecoense tem 49 pontos e está na nona posição. Neste domingo, o time enfrenta o São Paulo, na Arena Condá, em Chapecó (SP).

Em busca de conseguir a classificação para a Libertadores, o Botafogo teve bom início de jogo, com forte pressão. Aos 15 minutos, teve ótima chance. A defesa da Chapecoense falhou, Neilton dominou e driblou Danilo, mas perdeu o tempo da finalização. O jogador deu mais um toque na bola e depois se chocou com Rodrigo Lindoso.

Após passar boa parte na defesa, a Chapecoense começou a partir para o ataque. Aos 24 minutos, o goleiro Sidão impediu o gol de Kempes. Um minuto depois, o atacante desviou a bola e por pouco não balançou as redes. Aos 32, finalmente saiu o gol. Cleber Santana cobrou falta na área e Kempes completou de cabeça para fazer 1 a 0.

O Botafogo voltou ao ataque e quase empatou com Camilo. O meia cobrou falta e acertou a trave. No último minuto da etapa inicial, Carli se aventurou no ataque, driblou Tiaguinho e assustou Danilo.

Já no segundo tempo, o time alvinegro foi puro desespero. Com um minuto, Danilo fez ótima defesa em chute desviado por Rodrigo Pimpão. O goleiro ainda fez outra boa intervenção, em cabeceio de Camilo. Porém, apesar da forte pressão, o Botafogo deixou a defesa desprotegida. Foi assim o segundo gol. Aos 19, a Chapecoense iniciou rápido contra-ataque, Sérgio Manoel ganhou de Emerson e tocou na saída de Sidão: 2 a 0.

Além das falhas defensivas, o azar também jogava contra o Botafogo. Aos 34 minutos, Camilo acertou outro bom chute e parou no travessão. O técnico Jair Ventura fez as três mudanças e colocou o time no ataque, mas em nada alterou a postura da equipe. Com a Chapecoense bem organizada, o clube alvinegro insistiu sem sucesso no jogo aéreo e viu a sua torcida ficar na bronca pelo péssimo resultado em casa.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 x 2 CHAPECOENSE

BOTAFOGO - Sidão; Alemão, Carli, Emerson e Victor Luís; Rodrigo Lindoso (Leandrinho), Airton, Diogo Barbosa (Gervasio Núñez) e Camilo; Neilton e Rodrigo Pimpão (Vinícius Tanque). Técnico: Jair Ventura.

CHAPECOENSE - Danilo; Mateus Caramelo, Neto, William Thiego e Dener; Matheus Biteco, Sérgio Manoel, Cléber Santana (Arthur Maia); Lucas Gomes, Tiaguinho (Ailton Canela) e Kempes (Bruno Rangel). Técnico: Caio Júnior.

GOLS - Kempes, aos 32 minutos do primeiro tempo; Sérgio Manoel, aos 19 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Leandrinho e Airton (Botafogo); Neto (Chapecoense).

ÁRBITRO - Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PA).

RENDA - R$ 194.850,00.

PÚBLICO - 9.372 pagantes (10.170 no total).

LOCAL - Estádio Luso Brasileiro, no Rio de Janeiro (RJ).