Frank de Boer lamenta demissão da Inter e explica: 'Precisava de mais tempo'

Esportes

Frank de Boer lamenta demissão da Inter e explica: 'Precisava de mais tempo'

Redação Folha Vitória

Milão - Menos de três meses depois de ser anunciado como novo técnico da Inter de Milão, o holandês Frank de Boer foi demitido nesta terça-feira. A sequência de péssimos resultados colocou fim à passagem relâmpago do ex-zagueiro pelo clube, em uma saída que já era esperada há algumas semanas, tamanha a crise que se instaurou na equipe neste início de temporada.

O próprio De Boer sabe que seu início de caminhada na Inter não foi dos melhores, mas explicou que "precisava de mais tempo" para colocar sua cara na equipe. "É uma pena que já tenha acabado. Para levar este projeto, eu precisava de mais tempo. Eu quero agradecer a todos os torcedores pelo apoio que me deram nestes meses. Força Inter", escreveu em sua página no Instagram.

Em 11 jogos pelo Campeonato Italiano, De Boer somou cinco derrotas, o que resultou na 13.ª colocação da Inter na competição, com uma diferença de seis pontos para a zona de classificação para a Liga Europa. No torneio continental, aliás, a equipe ocupa a última posição do Grupo K, com somente uma vitória em três partidas.

A imprensa italiana já lista diversos candidatos a substituir o ex-zagueiro holandês. Entre eles aparecem Stefano Pioli, da Lazio, Francesco Guidolin, ex-Swansea e atualmente desempregado, e Laurent Blanc, que deixou o Paris Saint-Germain no fim da temporada passada. Por enquanto, no entanto, Stefano Vecchi, treinador da base, assume a equipe interinamente.