Funcionário norte-coreano morre nas obras de estádio para a Copa da Rússia

Esportes

Funcionário norte-coreano morre nas obras de estádio para a Copa da Rússia

Redação Folha Vitória

São Petersburgo - A organização da Copa do Mundo da Rússia anunciou nesta terça-feira mais uma morte nas obras para a competição, que acontecerá em 2018. Um funcionário norte-coreano faleceu durante a última noite na área comum destinada aos trabalhadores no Estádio Krestovsky, que está sendo construído em São Petersburgo.

As autoridades locais não deram maiores detalhes sobre o funcionário, como cargo, idade ou nome. O responsável pela investigação do caso, no entanto, garantiu que a morte aconteceu por causa de um problema no coração. "De acordo com as informações preliminares, a morte foi resultado de uma doença cardíaca", afirmou Sergei Kapitonov.

Os responsáveis pela construção do estádio também se apressaram em negar que a morte tenha qualquer relação com as obras. Ekaterina Giginyak, porta-voz da Metrostroy, companhia que monitora o local, confirmou que o incidente foi motivado por um problema cardíaco e garantiu que sequer aconteceu no estádio, mas sim nos alojamentos dos funcionários.

Três funcionários morreram em acidentes nas obras dos estádios para a Copa do Mundo da Rússia apenas no último ano. No mês passado, um funcionário não resistiu aos ferimentos após cair no fosso de um elevador. O Estádio Krestovsky terá capacidade para 69 mil espectadores e deve receber a final da Copa das Confederações e uma semifinal do Mundial, mas tem sofrido com atrasos nas obras e aumentos nos custos.