Líderes do Vasco, Nenê e Rodrigo dizem estar aliviados e pedem apoio da torcida

Esportes

Líderes do Vasco, Nenê e Rodrigo dizem estar aliviados e pedem apoio da torcida

Redação Folha Vitória

Rio - Depois de uma semana tumultuada, com protestos da torcida durante três dias em São Januário, o Vasco superou a série de três jogos sem vitória ao bater o Bragantino por 2 a 1, no último sábado, em Bragança Paulista (SP), pela 36.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Aliviados e quase próximos de conseguir o acesso, o meia Nenê e o capitão Rodrigo acham que agora o time vai jogar com a torcida.

"Não temos nada contra a pressão da torcida. É importante que eles joguem ao nosso lado. Entramos focados e pegamos um adversário que deu trabalho, mas fomos mais felizes nas conclusões", disse o capitão Rodrigo ainda no gramado após a partida.

Destaque da partida, o meia Nenê foi o último jogador a deixar o campo. Antes de descer para o vestiário, ele foi até o alambrado e deu a camisa de presente para sua mãe, que mora em Jundiaí (SP) e foi ao estádio ver o jogo junto com outros familiares. Depois, fez questão de cumprimentar os torcedores que estavam na grade. As meias foram jogadas para a arquibancadas e ele se despediu descalço.

Nenê cobrou o escanteio que resultou para Thalles abrir o marcador de cabeça. Depois marcou, de pênalti, o gol da vitória. "Estou feliz não pelo gol, mas pela vitória. A gente vinha num momento frustrante, sem vencer. Mas todos têm que ajudar neste momento. O time se entregou e a torcida entendeu que a torcida precisa jogar ao nosso lado. Este resultado vai nos dar mais tranquilidade e confiança", comentou.

O Vasco agora soma 62 pontos e, em tese, depende apenas de dois para confirmar seu acesso à Série A, o que era esperado e dado como certo desde antes do início da competição. Afinal de contas, o time foi campeão carioca invicto e ficou uma série de mais de 30 jogos sem perder.

Os últimos dois jogos do time carioca serão contra o Criciúma, fora de casa, no próximo sábado, e no dia 26, em casa, diante do Ceará, em jogo que deve ser confirmado para o estádio do Maracanã, no Rio, onde a diretoria quer fazer uma grande festa pelo retorno à elite nacional.

JORGINHO DESTACA DOAÇÃO - O técnico Jorginho, nos vestiários, elogiou a conduta dos jogadores. "O time se entregou em campo ao máximo. Tanto que alguns jogadores sentiram dores musculares e cãibras na parte final. A vitória vai nos dar mais confiança para confirmar nosso acesso. Ainda faltam dois jogos e vamos manter a mesma pegada e confiança", disse.