Richarlison faz apelo pela vacinação e lembra morte de técnico da base no ES

Esportes

Richarlison faz apelo pela vacinação e lembra morte de técnico da base no ES

Em carta aberta publicada no site "The Players Tribune", o atacante do Everton assinou texto em que faz campanha para quem ainda não se vacinou contra a Covid-19

Foto: Reprodução / Instagram

Fora da lista da última convocação da seleção brasileira, o atacante capixaba Richarlison usou sua voz ativa para um outro assunto importante fora das quatro linhas. Nesta quinta-feira (04), o jogador do Everton assinou um texto que foi publicado no site "The Players Tribune" onde ele faz um apelo para as pessoas que ainda não se vacinaram contra a Covid-19 se imunizarem.

No texto, o capixaba inicia já deixando claro o objetivo da publicação e afirma sentir que era necessário passar essa mensagem ao saber que muitas pessoas ainda não se vacinaram por escolha própria.

O atacante da seleção brasileira continua falando que muitas pessoas foram "influenciadas por informações falsas e teorias da conspiração" e lembra que "cientistas e médicos arriscaram suas vidas" em busca de um solução para a pandemia.

O "Pombo" ainda cita lembranças pessoais, como não ter ido à sua cidade natal, Nova Venécia, região noroeste do Espírito Santo, durante dois anos. Além disso, não ter conseguido abraçar sua mãe quando enfim retornou, pois ela estava infectada pelo novo coronavírus.

No Estado natal do jogador, quase 13 mil capixabas perderam a vida para a Covid-19, e mais de 608 mil casos da doença foram confirmados. Uma destas vítimas fatais foi o primeiro treinador de futebol de Richarlison no município capixaba, Tião Borboleta.

"Ele foi o primeiro a notar um potencial em mim. Fiquei muito triste quando soube da sua morte. Ele já era um senhor... Não resistiu à doença", lamentou o atacante.

Por fim, o atacante afirmou que a única solução para acabar com essa pandemia é "vacinar geral" o mais rápido possível e que a pandemia ainda não chegou ao fim.

"A vacina é SUA, um direito seu. Não desperdice essa oportunidade. Além de se proteger, você vai ajudar a proteger quem você ama, sua família, seus amigos e todo mundo à sua volta. Faça isso pelos cientistas e profissionais da saúde. Por todos que não tiveram a mesma chance. Pelas mais de 600.000 vítimas da pandemia no Brasil e as mais de 5 milhões em todo o mundo. Faça isso em nome do meu professor, o Tião Borboleta. Vamos confiar na ciência!"

Confira o texto completo na íntegra.