• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Chefe da Sauber admite falhas em carro e evita culpar motor Ferrari

Esportes

Chefe da Sauber admite falhas em carro e evita culpar motor Ferrari

Londres - Nova chefe de Felipe Nasr na Fórmula 1, Monisha Kaltenborn admitiu neste sábado que o motor Ferrari não foi o único responsável pela fraca campanha da Sauber na temporada 2014. A dirigente da equipe reconheceu que houve falhas na aerodinâmica do carro, principalmente no chassi.

Os erros custaram caro ao time que terá Nasr a partir de 2015. A equipe terminou o Mundial de Construtores na 10ª e penúltima colocação, sem obter um ponto sequer, algo então inédito na trajetória de 22 anos da Sauber na categoria.

"Depois de uma temporada como essa, temos que ser muito francos e simples sobre isso: não esperávamos terminar desse jeito", disse Monisha, em entrevista ao site da revista inglesa Autosport.

A chefe de equipe admitiu que não foi somente o modesto motor Ferrari o responsável pelo fraco rendimento neste ano. "O pacote todo não era bom o suficiente. No aspecto do chassi, por exemplo, já produzimos carros melhores. Temos que aprender com isso e seguir em frente", comentou.

Apesar disso, ela espera que a Ferrari dê um passo à frente no desenvolvimento do motor para 2015. A expectativa geral é de que a fornecedora italiana se aproxime da Mercedes, que dominou a temporada 2014 com seus motores, mais bem adaptados ao novo regulamento técnico da F1.

"Com certeza o motor foi determinante nesta temporada e estou muito confiante de que nosso fornecedor subirá um degrau", disse Monisha, antes de reconhecer que a Mercedes deverá continuar dominante em 2015.

"Não podemos esperar por milagres. Provavelmente vamos ver novamente o domínio de um fornecedor de motores. Mas acredito que desta vez a diferença para os outros fornecedores será menor", afirmou.