• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cielo vai à semifinal dos 50m livre com melhor tempo

Esportes

Cielo vai à semifinal dos 50m livre com melhor tempo

O principal nome da natação do País se destacou nos 50 metros livre, com o melhor tempo nas eliminatórias, neste segundo dia do Mundial de Piscina Curta

Cesar Cielo Foto: Estadão Conteúdo

Doha - Cesar Cielo desistiu na quarta-feira de disputar a final do 4x100 metros livre para se poupar para as provas individuais. E a estratégia, que deixou os brasileiros na última colocação da prova, deu resultados nesta quinta. O principal nome da natação do País se destacou nos 50 metros livre, com o melhor tempo nas eliminatórias, neste segundo dia do Mundial de Piscina Curta, disputado em Doha, no Catar.

Cielo cravou 21 segundos na prova, que é sua especialidade, e avançou à semifinal à frente de rivais como o francês Florent Manaudou, dono do quarto tempo (21s11), e o russo Vladimir Morozov, terceiro mais rápido (21s08). Além de Cielo, o brasileiro Alan Vitória se garantiu na semifinal, com o tempo de 21s62. Os dois buscarão a vaga na final ainda nesta quinta.

"Os 50m livre foi uma prova bem pra classificar mesmo. Sem emoções. Mas hoje à tarde vai ser bem diferente. Todo mundo bem mais ligado. Quero me classificar bem na minha prova", avaliou Cielo, cujo melhor tempo nos 50m livre em piscina de 25 metros é 20s51, recorde sul-americano.

Depois da semifinal dos 50m livre, Cielo voltará à piscina nesta quinta para integrar a equipe brasileira no revezamento 4x50 metros medley. A equipe nacional avançou à final com Henrique Martins, João Gomes Júnior, Nicholas dos Santos e João de Lucca. Eles marcaram o quarto tempo das eliminatórias, com 1min33s48, novo recorde sul-americano.

Para a decisão da medalha, a equipe terá três trocas. Somente Nicholas será mantido no grupo, que terá o reforço de Cielo. "Meu objetivo principal hoje é 4x50m medley. Vou entrar como se fosse final de Copa do Mundo de Futebol. Quem ganhar vai bater o recorde mundial. Acho que é inevitável", declarou Cielo.

O recorde no 4x50 metros medley não foi o único do dia dos brasileiros. A melhor marca sul-americana também foi obtida no revezamento 4x200 metros livre, com João de Lucca, Gustavo Godoi, Fernando Ernesto Santos e Gabriel Ogawa. Eles registraram o terceiro tempo das eliminatórias, com 6min55s50.

À tarde, eles vão brigar por uma medalha na final da prova. "Acho que à tarde podemos melhorar muito porque estávamos na raia do canto e sem noção dos adversários. Todo mundo nadou bem, mas podemos fazer uma prova ainda melhor", comentou o nadador Fernando Ernesto.

Em outro revezamento, o 4x50 metros livre misto, o Brasil foi à final com o quinto tempo. Etiene Medeiros, João de Lucca, Henrique Martins e Daiene Becker (1m39s60).

Ainda nesta manhã em Doha, Larissa Oliveira avançou à semifinal dos 100 metros feminino, com 53s19 - Alessandra Marchioro não passou do 21º tempo (54s00) e não se classificou. Nos 50 metros borboleta, Daynara de Paula (25s81) e Daiene Dias (26s11) foram à semifinal com o 6º e o 16º tempo, respectivamente. Por fim, Thiago Simon não passou do 15º tempo (4min09s07) e não avançou à final dos 400 metros medley.