Fornecedora nega indicação da namorada de Aidar

Esportes

Fornecedora nega indicação da namorada de Aidar

Redação Folha Vitória

São Paulo - A Puma, fornecedora de material esportivo, emitiu uma nota oficial na noite desta quinta-feira na qual contradiz o presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar. A empresa afirma que começou a negociar com o clube em 2013, mas neste ano participou de uma concorrência e venceu o processo. A Puma informa que assinou contrato com o clube no dia 28 de agosto e que o acordo passaria a vigorar assim que terminado o vínculo com a Penalty.

"Somente depois de assinado o acordo, a pedido do presidente do clube, a Sra. Cinira Maturana foi indicada como pessoa de contato para a transição entre o fornecedor atual do clube e a Puma", diz trecho da nota.

Em entrevista coletiva concedida na quarta-feira, o presidente disse que Cinira Maturana, sua namorada, foi a intermediária do primeiro contato do clube com a Puma. Cinira tem um contrato que prevê o pagamento de comissão de 20% sobre os negócios que levar ao clube.

O contrato com a namorada tem rendido críticas a Aidar dentro do São Paulo. Mesmo sem cargo efetivo, ela tem participado de reuniões importantes. Por causa da polêmica, Aidar admitiu rescindir o contrato do São Paulo com sua namorada.

"Tenho três filhas, três netos. A integridade do nome do meu pai eu vou preservar. Não vou aceitar acusações dessa natureza. A Cinira é sim minha namorada e ela não presta serviços ao São Paulo. Posso até rescindir com ela, mas precisamos conversar", disse.