Ondulação chega forte e Pipe Masters pode ter trégua

Esportes

Ondulação chega forte e Pipe Masters pode ter trégua

Redação Folha Vitória

Havaí - Faltando apenas a final da disputa da triagem para o Pipe Masters, que vai classificar dois surfistas havaianos para a chave principal do torneio, agora a expectativa recai para o início das baterias com os atletas de elite, entre eles os candidatos ao título Gabriel Medina, Mick Fanning e Kelly Slater.

Nesta quarta-feira pela manhã, às 7h30 horário local (15h30 horário de Brasília), haverá uma avaliação feita pela organização do torneio para decidir se o mar apresenta boas condições para seu início. Mas em uma avaliação preliminar, foi detectado que existem boas chances de o mar estar muito pesado.

Uma grande ondulação chegará ao litoral havaiano e muita gente chegou a comentar, inclusive, a possibilidade de realização do Eddie Aikau, uma competição só para surfistas de ondas grandes, convidados, que só ocorre se as ondas em Waimea estiverem acima dos 26 metros de face - pelas previsões, as ondas terão um pouco mais da metade disso. A última vez que ocorreu foi em 2009.

Assim, se em Waimea as ondas estarão acima dos 10 metros, em Pipeline a prática do surfe estará comprometida por causa do tamanho das ondas e dos perigos que envolvem pegar um tubo lá em condições extremas - os recifes são muito rasos e numa queda o surfista tem boas chances de se machucar.

De qualquer maneira, a organização dará o aval final se haverá competição nesta quarta-feira, ou se vai esperar pelo dia seguinte. Vale lembrar que o evento tem prazo para terminar até o dia 20 de dezembro, ou seja, existe tempo suficiente para a realização da competição em condições normais. "Se o vento estiver favorável, conseguimos acabar a competição em quatro dias", avisa Renato Hickel, diretor da ASP (Associação dos Surfistas Profissionais).