Leco elogia Bauza e prevê São Paulo 'mais cuidadoso' para 2016

Esportes

Leco elogia Bauza e prevê São Paulo 'mais cuidadoso' para 2016

Redação Folha Vitória

São Paulo - Um dia depois de confirmar a contratação do técnico Edgardo Bauza, o presidente do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, falou um pouco sobre a opção pelo argentino. As péssimas atuações do setor defensivo do time no segundo semestre, simbolizadas pela histórica goleada de 6 a 1 para o Corinthians, parecem ter sido fundamentais para que o treinador fosse procurado.

"Acho que a forma de ele atuar tem características mais cuidadosas, mais defensivas, com bons jogadores que tenham boa saída, seja pelo lado ou pelo meio. O São Paulo certamente os tem, e isso poderá reverter num quadro de segurança defensiva e boa saída. O que sei da história do Bauza é que ele não é um homem de grandes goleadas, nem de fazê-las e nem de sofrê-las, mas ganhar é o que mais importa", disse em entrevista ao SporTV nesta sexta-feira.

Questionado sobre a presença destes "bons jogadores para saída de bola" no elenco são-paulino, Leco garantiu que os tem, mas admitiu que a opinião de Bauza pode mudar a análise. "O Bauza precisa fazer a avaliação, uma análise, não podemos nos precipitar. É possível que ele queira indicar algum jogador, vamos analisar e avaliar com bons olhos."

Entre as possíveis contratações do São Paulo para 2016, mais uma vez o nome de Lugano ganhou força. Em meio à irregularidade da equipe nesta temporada e às críticas da torcida pelo pouco empenho mostrado pelos jogadores, o uruguaio poderia representar o retorno de um líder adorado justamente pela sua postura em campo. Mas Leco preferiu despistar sobre esta possibilidade.

"Não há uma posição específica do presidente, do Bauza, sobre o Lugano. Há um contexto em que nós conversamos e avaliamos a possibilidade. Isso depende de avaliação, de uma análise de como ele se encaixa na equipe. Também tem o aspecto de que é um zagueiro de 35 anos, precisa ser avaliado pelo técnico de forma muito criteriosa, para ver se ele pode somar efetivamente no campo. Isso não pode acontecer na base da emoção e da paixão. O torcedor são-paulino me pede a contratação dele, mas o que mais quer é o que ele simboliza: a seriedade, a garra e a determinação. E é isso que queremos de todo o plantel", comentou o presidente são-paulino.