• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Após nova data e motivação abalada, Brasileirão poderá ter rodada final esvaziada

Esportes

Após nova data e motivação abalada, Brasileirão poderá ter rodada final esvaziada

Com o adiamento dos jogos em uma semana, muitos atletas de diversos clubes brasileiros ficaram sem vínculo contratual com seus clubes a partir desta segunda-feira

Na quarta-feira, o Grêmio enfrenta o Atlético-MG na segunda partida final da Copa do Brasil Foto: Reprodução/Instagram

São Paulo - O acidente com o avião da Chapecoense contribuiu para gerar uma série de incertezas que podem tirar ainda mais qualquer expectativa pela última rodada do Brasileirão.

Com o adiamento dos jogos em uma semana, muitos atletas ficaram sem vínculo contratual com seus clubes a partir desta segunda-feira. Além disso, já pensando no planejamento de 2017 e respeitando um período mínimo legal de férias, vários clubes devem adiantar o descanso dos seus atletas.

Para piorar, o abalo psicológico e a desmotivação que afeta os jogadores após a morte dos colegas, agregado à disposição atual na tabela de classificação, tirou o brilho da 38ª rodada. Poucos são os times que irão a campo com algum anseio.

A verdade é que não se sabe ao certo se a última rodada terá dez ou nove jogos. O confronto entre Chapecoense e Atlético-MG não deve ocorrer. O time mineiro já adiantou que não joga. O catarinense, por razões óbvias, engrossou o coro.

Ainda que as outras nove partidas sejam realizadas, pouca coisa motiva os times. O campeão Palmeiras vai mandar a campo contra o Vitória um time misto ou mesmo reserva, na intenção de prestigiar jogadores do elenco que foram pouco aproveitados durante a sua campanha.

Na luta pela Libertadores, Flamengo e Santos já garantiram a vaga diretamente à fase de grupos, mas ainda brigam pelo vice-campeonato, posto que neste ano renderá uma premiação gorda de R$ 10,7 milhões. O Atlético-MG, por sua vez, já está garantido na fase preliminar da competição continental. Atlético-PR, Botafogo e Corinthians lutam pelas outras duas vagas. O time carioca não terá o atacante Neilton que, suspenso, curte férias.

Na quarta-feira, o Grêmio enfrenta o Atlético-MG na segunda partida final da Copa do Brasil. Se campeão, garante vaga na Libertadores, o que fatalmente diminuirá muito para o time gaúcho o peso do confronto contra o Botafogo.

Na parte de baixo da tabela, três rebaixados já estão definidos: América-MG, Santa Cruz e Figueirense. O time catarinense enfrenta o Sport sem três jogadores. O atacante Rafael Moura, abalado pela tragédia com a Chapecoense, foi dispensado pela diretoria; o zagueiro Werley ficou sem contrato; e o meia Dodô tem casamento agendado para o domingo.

O América-MG já dispensou vários jogadores que ficam sem contrato a partir desta segunda-feira e enfrentará o Santos com um time desfigurado.