Presidente, Verón assina por 18 meses para voltar a jogar pelo Estudiantes

Esportes

Presidente, Verón assina por 18 meses para voltar a jogar pelo Estudiantes

O acerto de Verón para voltar a jogar já vinha sendo dado como certo nas últimas semanas e pode ser considerado inusitado, afinal, ele também é o presidente do Estudiantes

Redação Folha Vitória
Verón volta a jogar pelo Estudiantes Foto: Reprodução/Instagram

Buenos Aires - Juan Sebastian Verón está oficialmente de volta ao futebol como jogador. Nesta quarta-feira, o craque argentino assinou um contrato válido por 18 meses com o Estudiantes, o que o permitirá a defender o clube na próxima edição da Copa Libertadores.

O acerto de Verón para voltar a jogar já vinha sendo dado como certo nas últimas semanas e pode ser considerado inusitado, afinal, ele também é o presidente do Estudiantes. Até por isso, o seu contrato será simbólico, com um salário que será doado para o próprio clube reinvesti-lo.

O retorno de Verón aos gramados faz parte de um desafio lançado por ele. Ele afirmou que vestiria a camisa do clube em 2017 se os torcedores adquirissem ao menos 65% dos carnês de ingressos para a próxima temporada. Com a meta alcançada, o meia cumprirá sua parte do acordo.

Para encarar o desafio, aos 41 anos, Verón vinha treinando nos últimos meses para melhorar o seu condicionamento físico. E ele deverá fazer a sua reestreia em 8 de janeiro, quando o Estudiantes vai encarar o Bayer Leverkusen nos Estados Unidos, em duelo válido pela Florida Cup.

Verón é considerado um dos grandes nomes da história do futebol argentino nas últimas décadas, tendo sido convocado para três edições da Copa do Mundo, em 2002, 2006 e 2010. Além disso, sua gloriosa carreira inclui passagens por vários times da Europa, como Parma, Lazio, Manchester United e Inter de Milão.

Além disso, brilhou com a camisa do Estudiantes, se tornando um dos grandes nomes da sua história. Foi campeão duas vezes do Torneio Apertura da Argentina, em 2006 e 2010, e também conduziu o time ao título da Copa Libertadores de 2009, assegurada na decisão contra o Cruzeiro, realizada em Belo Horizonte, no Mineirão.

Verón, aliás, vai defender o Estudiantes na Libertadores. O time argentino foi sorteado para o Grupo 1 e terá o colombiano Atlético Nacional, o equatoriano Barcelona e outra a equipe a ser definida como adversários.