Gallo admite mudança de perfil no Atlético-MG: 'Queremos uma equipe mais rápida'

Esportes

Gallo admite mudança de perfil no Atlético-MG: 'Queremos uma equipe mais rápida'

Redação Folha Vitória

Belo Horizonte - A troca do lateral-direito Marcos Rocha pelo atacante Róger Guedes com o Palmeiras sintetiza uma mudança de perfil no estilo do Atlético Mineiro. Segundo explicou nesta quinta-feira Alexandre Gallo, diretor de futebol do clube, o foco agora é apostar em uma equipe rápida e jovem, bem diferente do que se viu ao longo deste ano.

Assim, o atacante de 21 anos atuará no lugar de Robinho. E, se o centroavante Fred teve o contrato rescindido, a equipe também emprestou Erik do Palmeiras, outro jovem de 23 anos. Até mesmo as contratações de Arouca e Ricardo Oliveira, atletas bem mais experientes, teriam uma explicação.

"Até agora o trabalho tem sido bom, dentro do que nos propusemos para o ano que vem. Estamos querendo dar uma cara mais rápida à equipe, uma equipe com um pouco mais de jovialidade, apesar da vinda do Ricardo Oliveira, que é um jogador extremamente forte física e fisiologicamente", detalhou o dirigente. "O Arouca é a mesma coisa".

O mais importante para montar a equipe, segundo complementou Alexandre Gallo, é fazer um levantamento detalhado sobre os jogadores contratados. "Levantamos absolutamente tudo sobre os jogadores que vieram, desde as questões extracampo até as questões físicas e técnicas, como a quantidade de jogos durante o ano", contou. "A ideia é ter uma equipe em condições melhores para 2018".

Além dos quatro reforços, o Atlético Mineiro trouxe também o lateral-direito Samuel Xavier, do Sport. E o dirigente assegurou que novos reforços devem aparecer nas próximas semanas. "Outras contratações podem acontecer. O Atlético Mineiro não é diferente de qualquer outra equipe no Brasil, quer se reforçar. Nós queremos conquistas para o ano de 2018, então para isto você precisa pensar na grandeza que o clube hoje se encontra", completou Alexandre Gallo.