• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Eduardo Baptista elogia defesa do Flu, mas lamenta empate contra o Grêmio

  • COMPARTILHE
Esportes

Eduardo Baptista elogia defesa do Flu, mas lamenta empate contra o Grêmio

Rio - O Fluminense ampliou o seu jejum para nove partidas sem vitórias ao empatar por 0 a 0 com o Grêmio, na noite desta quarta-feira, no Maracanã, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Em péssima fase no Brasileirão, no qual acumula uma série de sete derrotas e um empate em oito jogos, o time carioca ao menos conseguiu segurar o Grêmio, atual terceiro colocado da competição nacional, fato que fez o técnico Eduardo Baptista elogiar o desempenho do setor ofensivo da sua equipe.

O comandante, entretanto, admitiu que o empate não foi um bom resultado para o Fluminense. "O resultado não era o que a gente queria. Vejo como justo o 0 a 0. Tivemos uma boa consistência técnica. Tivemos méritos hoje (quarta) contra um time com grande movimentação. O Grêmio chegou muito pouco ao nosso gol. Conseguimos estar bem fechados, compactos. Agora, queríamos vencer. Mas eu gostei do equilíbrio. Estamos no começo de um trabalho. E era importante ajustar atrás, não levar gols. Mas tudo é passo a passo. Agora é melhorar ainda mais o sistema defensivo e acertar ainda mais o setor ofensivo", afirmou o treinador, em entrevista coletiva.

Eduardo Baptista também lembrou que no último sábado, na derrota por 3 a 1 para a Ponte Preta, em Campinas, o Fluminense foi muito vulnerável na parte defensiva, o que acabou não ocorrendo desta vez. "Contra a Ponte, fiquei preocupado. Eles entraram muitas vezes. Eu sabia que o adversário faria isso. Estávamos perseguindo os meias, a marcação por zona elimina isso. Pierre e Cícero jogaram por zonas. Eu acho que nós tivemos um bom rendimento no sistema defensivo, mas precisamos melhorar ainda mais", projetou.

O treinador ainda enfatizou a importância de o time tricolor ganhar mais confiança para chegar ao ataque, que vem decepcionando de forma consecutiva. "Temos que ter paciência, rodar a bola. Demos um passo bom. O próximo passo é que temos que jogar mais, ter mais confiança, mobilidade para que possamos chegar mais (à frente)", analisou o técnico, que agora irá preparar o Flu para encarar o Goiás, sábado, às 21 horas, no Maracanã, pela 28ª rodada do Brasileirão.