• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Venezuela surpreende Argentina e vence Copa América de Basquete pela 1ª vez

Esportes

Venezuela surpreende Argentina e vence Copa América de Basquete pela 1ª vez

Cidade do México - Quem apostasse que a Venezuela superaria rivais do calibre de Argentina, Brasil, Porto Rico e Canadá para vencer a Copa América Masculina de Basquete talvez fosse chamado de "louco". Mas os venezuelanos superaram todos os prognósticos para conquistar o título da competição pela primeira vez na história, sábado à noite, na Cidade do México. Na final, após a ressaca da conquista da vaga olímpica, a Venezuela venceu a Argentina por 77 as 70.

"Não posso definir o gosto que me dá o feito que acabamos de conseguir. É muito grande isso, é enorme de verdade. Somos os campeões da América e me emociona muito não só ter conquistado este título, mas que tenha sido com um grupo que comprou por completo a ideia. Eles sempre acreditaram neles", disse o técnico argentino Nestor Garcia, que comanda a Venezuela, apenas a nona melhor colocada das Américas no ranking mundial.

A seleção venezuelana de basquete é composta praticamente apenas por atletas que jogam pela liga local. Apenas o armador Gregory Vargas joga em Israel e o ala John Cox na França. A equipe só disputou três vezes o Mundial (1990, 2002 e 2006) e uma a Olimpíada (1992) e vinha de duas quintas colocações na Copa América.

"É um feito tão imenso que não dá para explicar. Aqui nos propusemos metas a curto, médio e longo prazo. Fomos obtendo todas as metas numa equipe de jogadores trabalhadores que saíram para batalhar dia a dia. Não nos conformamos com a vaga na Olimpíada porque sempre trabalhamos para ter mais", comentou Vargas.

Na final diante da Argentina, o armador foi mais uma vez essencial com seus nove pontos, sete rebotes e quatro assistências. Mas foi Guillent mais uma vez o herói venezuelano, saindo do banco para anotar 15 pontos. Diante do Canadá, na semifinal, ele fizera 10 pontos seguidos para dar a virada e a vaga olímpica à Venezuela.

Pelo lado argentino, brilharam os de sempre. Andreas Nocioni fez 22 pontos e ainda pegou oito rebotes. Luis Scola, maior pontuador da história do torneio, somou 14 pontos e 11 rebotes. O pivô, pela quarta vez desde 2007, foi eleito o MPV.

COPA AMÉRICA - Com o título da Venezuela, a Copa América conheceu seu quinto campeão diferente nas últimas cinco edições. Os EUA venceram em 2007, mas depois não jogaram mais o torneio, beneficiados pelo fato de já terem vaga assegurada nos Mundiais e Olimpíadas. A Copa América é classificatória para esses torneios.

Em 2009, o Brasil ganhou em Porto Rico, vencendo a final sobre os donos da casa. Dois anos depois, em Mar del Plata, a Argentina ganhou a decisão contra o Brasil. O México surpreendeu todo mundo para vencer na Venezuela, em 2013, superando Porto Rico na final.

Na Cidade do México, a Copa América foi classificatória para a Olimpíada. Venezuela e Argentina, por terem chegado à final, carimbaram passaporte. Canadá (bronze), México (quarto) e Porto Rico (quinto) vão disputar os Pré-Olímpicos Mundiais. O Brasil foi eliminado na primeira fase, mas tem convite para os Jogos como país-sede.