• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Hazard ficar fora de treino, mas não preocupa técnico da Bélgica

Esportes

Hazard ficar fora de treino, mas não preocupa técnico da Bélgica

Bordeaux - Capitão da seleção da Bélgica, Eden Hazard ficou fora do treinamento desta terça-feira da equipe na preparação para o duelo com País de Gales, válido pelas quartas de final ds Eurocopa. O técnico Marc Wilmots disse que Hazard, que liderou a Bélgica na vitória por 4 a 0 sobre a Hungria, no último domingo, tem um problema muscular.

"Eden sentiu um leve espasmo no quadríceps no intervalo do jogo contra a Hungria", disse Wilmots. "Ele está agora fazendo um programa individual e estará de volta novamente depois de amanhã. Ele estará 100%, não há problema". O zagueiro Thomas Vermaelen também esteve ausente do treino, mas ele está suspenso da partida da próxima sexta-feira.

Depois de um início fraco no torneio, a Bélgica finalmente fez jus ao seu status de favorita ao vencer com facilidade a Hungria, resultado que a colocou novamente na lista de candidatas ao título. Depois disso, a seleção belga, que alcançou as quartas de final da Copa do Mundo há dois anos, perdendo para a Argentina, está disposta a ir ainda mais longe neste torneio.

"Eu não quero pertencer a qualquer categoria, nós simplesmente jogamos cada jogo para ganhá-lo", disse Wilmots. "Nós tivemos duas quartas de final em quatro anos, isso já não é mau. E agora temos apenas uma obsessão, chegar à final. Mas entre o que você quer e o que você sonha .... Temos visto nos últimos dias que não há jogos fáceis. Será que a França derrotará a Islândia? Eu não tenho tanta certeza. Você tem que ter cuidado com todos".

O primeiro passo para isso será parar o atacante galês Gareth Bale, que já marcou três gols na Eurocopa."Ele tem liberdade, vamos ter que jogar compactos",disse Wilmots. "Mas não é apenas com um jogador que temos que nos preocupar. Todos sabem como ele joga e o seu potencial".

Contra a Hungria, a Bélgica perdeu várias chances antes de marcar os seus quatro gols. Wilmots deixou claro que seus jogadores "precisam ser mais clínicos, para que possam ficar à vontade mais rápido".

A velocidade é uma das virtudes dos atacantes belgas, mas Wilmots descartou a possibilidade de a sua equipe jogar recuada, à espera da possibilidade de contra-atacar.

"Eu vou assistir a alguns jogos País de Gales, esta tarde", disse Wilmots. "Mas por jogos anteriores, Gales vai ficar atrás e nos esperar com seus cinco defensores. Nós também poderíamos esperar e ver como eles reagiriam, mas isso não faz parte da nossa filosofia. Temos que ter calma e paciência. Temos que fazer o nosso jogo contra País de Gales e tentar furar sua defesa", concluiu o treinador da Bélgica.